Approbato é nomeado para o Conselho Estadual de Educação


04/07/2006

O mandato de Rubens Approbato Machado será de 3 anos e a posse acontece no dia 2 de agosto

 

 

O diretor da Escola Superior de Advocacia (ESA), conselheiro federal emérito  e membro nato da OAB - Rubens Approbato Machado -  é o mais novo membro titular do Conselho Estadual de Educação (CEE). A indicação partiu do governador do Estado de São Paulo, Cláudio Lembo, em observação aos termos dos artigos 5º e 6º da Lei 10.403/71. Entre suas atribuições do CEESP, estão a formulação de  objetivos e  normas para a organização do Sistema de Ensino do Estado de São Paulo e a elaboração e a atualização do Plano Estadual de Educação.

 

 “O fundamento de uma nação civilizada é a educação. O Conselho Estadual de Educação se fundamenta nesse princípio de atuar pela evolução da educação no Estado. Dentro dos meus conhecimentos, espero colaborar no desenvolvimento desse fundamento”, diz Approbato. O mandato de Approbato Machado será de três anos e a posse está marcada para o dia 2 de agosto no Conselho Estadual de Educação, no prédio sede da Praça da República

 

Para o presidente da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D’Urso , a indicação de Approbato Machado para o cargo é uma láurea à sua capacidade profissional e intelectual. “Ele tem se qualificado como um dos maiores defensores da educação de qualidade no país e vem realizando um trabalho grandioso à frente da Escola Superior de Advocacia  Tenho plena convicção  de que  será significativa sua contribuição  como membro do Conselho Estadual de Educação em prol do constante aperfeiçoamento do saber, da educação e da cidadania no  Estado de São Paulo”, afirmou o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso.

O Conselho de Estadual de Educação de São Paulo , criado em 1963,  compõem-se de duas Câmaras - de Educação Básica e de Educação Superior e de duas Comissões – de Planejamento e de Legislação e Normas. O CEESP é integrado  por  24 conselheiros,  renovando anualmente 1/3 de seus membros. Fazem parte do CEE representantes das Secretarias de Educação e da Fazenda, da Secretaria da Fazenda, do Poder Executivo Municipal, da seccional paulista da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação, da seccional da Confederação Nacional dos Trabalhadores e do Ministério da Educação.