Encontro Estadual do Jovem Advogado bate recorde de público


26/10/2000

Encontro Estadual do Jovem Advogado bate recorde de público

O II Encontro Estadual do Jovem Advogado e do Estagiário, que aconteceu no Salão Nobre da Faculdade de Direito do Largo São Francisco, no último dia 26 de novembro, reuniu cerca de dois mil participantes, tendo à frente a delegação de Jaú com 143 integrantes. O evento foi aberto pelo conselheiro da Ordem, Luiz Flávio Borges D´Urso, que destacou o empenho da OAB-SP em abrir as portas da instituição ao jovem que se inicia na Advocacia, discutindo seus problemas e permitindo o surgimento de novas lideranças.

Na sequência, falou o secretário-geral da OAB-SP, Carlos Miguel Aidar. Ele estacou a existência de um grande número de Faculdades de Direito no Estado - 60 ao todo - que formam anualmente entre 10 a 12 mil bacharéis, com alto índice de reprovação no Exame de Ordem, em torno de 60% no país e de 70% no Estado. Para ele, embora esses dados possam construir uma imagem pessimista da Advocacia, isso não acontece, porque hoje " temos uma Ordem forte, presente, que cumpre seu papel corporativo, que defende as nossas prerrogativas e pune os indisciplinados". Aidar destacou também o trabalho que a Seccional Paulista vem fazendo no sentido de reciclar os advogados através da Escola Superior de Advocacia e do Departamento de Cultura. Por fim, alertou os jovens que para ser um bom advogado é imprescindível ter duas qualidades: "honestidade e ética".

O presidente da OAB-SP, Rubens Approbato Machado, foi o segundo a falar aos jovens advogados e estudantes. Ele lembrou o ano de 1952, quando ainda estudante entrou para as Arcadas, vindo de uma família sem recursos, sendo o primeiro a fazer um curso superior, graças ao ensino público de boa qualidade. "Atribuo o êxito que obtive na profissão ao fato de que neste País ainda existe oportunidade para os que se devotam à sua profissão". Segundo Approbato, com 44 anos de Advocacia, o grande conselho que poderia dar aos jovens é "amar sua profissão".

Approbato lembrou também que, quando presidente do Instituto dos Advogados, criou uma Comissão do Jovem Advogado. " Como o mesmo intuito, abrimos a Ordem, no sentido real do termo, para que os jovens pudessem ter a oportunidade de participar, discutir e mostrar seus talentos", disse, destacando que o entusiasmo contagiou também os estudantes de Direito, que passaram a atuar na OAB-SP dentro do Núcleo Acadêmico. Finalizou, aconselhando os jovens, que o Advogado deve participar de sua comunidade, das lutas institucionais e até de clubes de futebol e da política, para trazer moralidade a esses dois setores. "É através do advogado que se atinge a Justiça, a democracia e a liberdade e se o advogado estiver sempre presente, a sociedade não vai buscar defesa canhestras, como de apresentadores de Tv", afirmou.
Mais informações, na Assesoria de Imprensa da OAB-SP, pelos telefones 3105-0465 e 239-5122, ramal 224.