OAB-SP defende sustentação oral após voto do juiz relator


31/01/2001

OAB-SP defende sustentação oral após voto do juiz relator

A OAB-SP está pleiteando junto ao Tribunal Regional do Trabalho que se adote nas Turmas do Tribunal, a sustentação oral após o voto do juiz relator. " Essa procedimento consta do Estatuto da OAB (Lei 8.906) e alguns Tribunais e o próprio Tribunal Superior do Trabalho já a adotam em seções de julgamentos", diz Valter Uzzo, secretário-geral da Ordem. Ele lembra que a própria OAB utiliza tal prática nos processos disciplinares internos, com sucesso.

Para o presidente da OAB-SP, Carlos Miguel Aidar, a grande vantagem da sustentação oral depois do voto do juiz relator está na celeridade que se pode obter no julgamento. " Atualmente, gasta-se a metade do tempo da sessão de julgamento com uma sustentação que muitas vezes vem corroborar o voto do juíz", afirma.

Mais informações, na Assessoria de Imprensa da OAB-SP, pelos telefones 3105-0465 e 3107-6504.