Direitos Humanos promove reunião para discutir violência nos DPs


09/05/2001

Direitos Humanos promove reunião para discutir violência nos DPs

A Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP realiza amanhã, dia 10 de maio, às 17 horas, reunião com entidades religiosas, associações comunitárias e agências de defesa dos direitos humanos, para discutir a crítica situação da carceragem nos Distritos Policiais, que resulta em violência, tensão e rebeliões. O evento acontecerá no auditório do Sindicato dos Advogados na rua da Glória, 246 – 3º andar.

Segundo João José Sady, coordenador da Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP, o evento antecede o ato público programado para o dia 28 de maio que vai envolver toda a população. “Estamos mobilizando primeiro as entidades que defendem os direitos humanos para depois estender a manifestação para a população”, explica Sady.

A iniciativa tem como objetivo pressionar o Estado e as autoridades responsáveis a tratarem o problema carcerário com mais seriedade, buscando soluções imediatas, principalmente para a superlotação. “É um absurdo num país que defende os direitos de igualdade entre os cidadãos, pessoas viverem como na época da escravidão. As celas estão em situação pior do que os calabouços utilizados para punir os escravos”, lamenta o coordenador da Comissão da OAB-SP.

Para Sady, a forma inadequada como são tratados os condenados está totalmente em desacordo com os princípios básicos do Estado, que é preservar a integridade física do prisioneiro. “A restrição da liberdade é uma espécie de correção ao preso que cometeu um delito. A maior finalidade dos presídios é preparar o condenado para um regresso sem traumas à sociedade. Essa forma desumana como os presos são tratados só aumenta a revolta e o desinteresse de voltar a ter uma vida social normal”, garante.

Mais informações para a Imprensa pelos telefones: (11) 3105-0465 ou 239-5122, ramal 224.