Ato ecumênico contra violência carcerária


17/05/2001

Ato ecumênico contra violência carcerária

A Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP fará ato ecumênico na Praça da Sé, dia 28 de maio, às 18 horas, para protestar contra as péssimas condições carcerárias nos Distritos Policiais de São Paulo e para acabar com a indiferença e omissão do Estado e da sociedade frente ao problema carcerário.

Entre tantos problemas verificados na situação dos detentos em Distritos Policiais, sabemos que a superlotação das celas é, sem dúvida, uma das principais causas dessa violência entre e contra os presos porque o número excessivo de pessoas torna impossível controlar prisioneiros e policiais, respeitar as regras prisionais previstas na legislação e dar dignidade a 150 prisioneiros que se amontoam em lugares onde caberiam 50 pessoas.

A conseqüência dessa superlotação são as inúmeras fugas e rebeliões em Distritos Policiais no Estado. A cada dia assistimos a um novo protesto de presos contra as condições a que estão expostos. A falta de espaço, a inexistência de banheiros e colchonetes em número suficiente e até a péssima qualidade da comida, condições básicas de sobrevivência, levam os detentos a ações de extrema violência. Revoltados, chegam a matar companheiros e tomar como reféns carcereiros e os próprios familiares para conseguir condição mínima de vida.
O ato ecumênico conta com o apoio das Comissão dos Direitos Humanos da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo e da Câmara dos Vereadores, do Sindicato dos Advogados do Estado de São Paulo e do Centro Acadêmico XI de Agosto.

Mais informações na Assessoria de Imprensa da OAB-SP pelos telefone (11) 3105-0465 ou 239-5122 ramal 224.