OAB-SP questiona redução do horário dos protocolos na Justiça


13/06/2001

OAB-SP questiona redução do horário dos protocolos na Justiça

Desde junho , por conta do racionamento de energia, os fóruns federais da 3. região, a Justiça do Trabalho - 2. Região , os Fóruns Estaduais e Juizados especiais tiveram seus horários de expediente, interno e externo, alterados. Isto tem trazido uma série de transtornos para os advogados e preocupações para a OAB-SP.

"As alterações no horário de funcionamento dos prédios da Justiça, encurtou o horário do protocolo e, muitos advogados, têm perdido prazos", afirma o presidente da OAB-SP, Carlos Miguel Aidar, que esteve ontem reunido com o presidente do Tribunal de Justiça para tratar do assunto.

Para Aidar, além do fato de os advogados terem perdido duas horas de trabalho, reduzido de 19 horas para 17 horas, ainda sofrem com as constantes filas e o atendimento tumultuado nos órgãos do Poder Judiciário. "A OAB-SP já conseguiu sensibilizar a presidência do Tribunal Regional do Trabalho - 2. Região - que prorrogou o horário do protocolo em uma hora", afirma Aidar.


O Tribunal Regional do Trabalho, a princípio, passou a funcionar das 8 às 16 horas. Os serviços de protocolo e distribuição de terminais de consulta localizados fora da sede funcionam das 8h30 às 15 horas. Já os Fóruns Estaduais começam suas atividades às 8 horas e encerram às 17 horas. E os Fóruns Federais, das 9 às 17horas e o protocolo das 9 às 18 horas.

Mais informações, na Assessoria de Imprensa da OAB-SP, pelos telefones 3105-0465 e 239-5122, ramal 224.