OAB-SP PARTICIPA DE UNIVERSIDADE CIDADÃ


26/06/2001

OAB-SP participa de Universidade Cidadã

A Seccional Paulista da OAB-SP dará suporte técnico por meio de suas subseções para o projeto Universidade Cidadã, lançado no último dia 25, pelo governador Geraldo Alckmin e pela presidente do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (FUSSESP) Maria Lúcia Alckmin. Carlos Miguel Aidar, presidente da OAB-SP, esteve presente na solenidade, que contou com a participação da ex-primeira dama do Estado, Lila Covas, do Ministro da Educação, Paulo Renato de Souza, do presidente da Assembléia Legislativa, deputado Walter Feldman, e do coordenador da Universidade Cidadã, Gabriel Chalita.
O projeto pretende proporcionar maior aproximação entre as universidades públicas e privadas com entidades da sociedade civil para promoção da cidadania e prestação de serviços junto à comunidade carente, melhorando a qualidade de vida da população mais necessitada.
Para isso, o projeto levará às populações carentes, em ação conjunta com a Secretaria de Justiça e da Defesa da Cidadania, atividades e serviços públicos como expedição de carteira de identidade e de trabalho, orientação jurídica, cursos de cidadania e direitos humanos, atendimento pelo Procon, assistência social, atividades de cultura e lazer, solução de problemas por meio de juizado itinerante, que atenderá durante uma semana em cada bairro.
A primeira etapa do projeto será implantada com alunos de diversas faculdades de Direito do Estado. Praticamente todas as 68 existentes no Estado aderiram ao projeto sendo que 10 já desenvolvem trabalhos junto às comunidades. O Centro Acadêmico XI de Agosto, da Faculdade de Direito da USP, é um exemplo dessa integração entre universidade e população. Há um ano, uma vez por semana, alunos da faculdade participam de reuniões no bairro de Capão Redondo, onde organizam sistema de atendimento. Assim verificaram quais os principais problemas jurídicos existente naquela área e puderam descobrir os mais recorrentes, montando grupos de estudo na faculdade sobre eles e apontar soluções para eles.
A intenção do projeto é conhecer a realidade da comunidade ouvindo a população. Estudar o problema, apontar soluções, avaliar os resultados e preparar novas ações.
Mais informações para a imprensa pelos telefones (11) 3105-0465 ou 239-5122, ramal 224.