OAB-SP atesta gravidade da situação carcerária em Guarulhos


07/02/2002

OAB-SP atesta gravidade da situação carcerária em Guarulhos

A Comissão de Direitos Humanos da Subsecção de Guarulhos faz hoje(7) , às 16 horas, visita aos Distritos Policiais da cidade, onde 433 presos ocupam celas em apenas 4 DP. “ A situação é gravíssima porque, além da superlotação, os distritos estão hoje desprovidos da mínima segurança, sendo que no Carnaval, o número de ocorrências costuma triplicar. Não há onde deixar os presos”, afirma o advogado Fábio de Souza, secretário-geral da OAB de Guarulhos e presidente da Comissão de Direitos Humanos local.

Segundo Souza, a cidade já conta com 2 Centros de Detenção Provisória, com obras totalmente concluídas . E, segundo ele o Secretário Estadual de Administração Penitenciária , Nagashi Furukawa, alega que o prefeito de Guarulhos, Elói Pietá, não está permitindo a ligação de água nos dois prédios e adiando a transferência.

O governador do Estado, Geraldo Alckmin solicitou, ontem ao presidente da OAB-SP, Carlos Miguel Aidar, que interceda na tentativa de resolver o impasse. “ Vamos comprovar a situação crítica dos DPs , as razões da prefeitura e, se necessário for, a Ordem estuda a possibilidade de entrar com ação civil pública para resolver o problema. Não se pode admitir que questões políticas sejam vinculadas a questões de segurança,principalmente neste momento tão grave”, diz Aidar.

Mais informações, na Assessoria de Imprensa da OAB-SP, pelos telefones 3105-0465 ou 3241-5122.