OAB SP contesta vistoria no Fórum de São Bernardo do Campo


26/04/2002

OAB SP contesta vistoria no Fórum de São Bernardo do Campo

A OAB SP contesta as medidas de segurança implantadas no Fórum de São Bernardo do Campo, que institui entrada única, com revista, inclusive da pasta dos advogados. Em reunião, ontem, com o desembargador Luis de Macedo, no Tribunal de Justiça de São Paulo, o vice-presidente da Ordem, Orlando Maluf Haddad e o conselheiro do ABCD, Patrick Pavan, externaram o descontentamento da Advocacia com a medida.

“ A OAB SP não vai admitir a revista pessoal ou da pasta do advogado, porque isso constitui uma violação às prerrogativas do profissional”, diz Haddad, destacando que este direito está garantido pelo inciso II da Lei 8.906/94, Estatuto da Advocacia, ao estabelecer que o advogado deve ter respeitada, em nome da liberdade de defesa e do sigilo profissional, a inviolabilidade de seus arquivos e dados, de sua correspondência e suas comunicações. “A pasta do advogado é uma extensão de seu escritório”, pondera Haddad.

O vice-presidente da OAB SP explica que a Ordem aceita a adoção de portas com detectores de metais, desde que a medida não fique restrita aos advogados, isto é, seja extensiva aos demais operadores do Direito, como juízes e promotores. A diretoria da Ordem tem nova reunião na segunda-feira(29) com o presidente do TJ, Sérgio Augusto Nigro Conceição para discutir o assunto.

Mais informações, na Assessoria de Imprensa da OAB SP pelos telefones (011) 3105-0465 e 3241-5122, ramal 224.