Negada liminar contra recadastramento


26/04/2002

Negada liminar contra recadastramento

O Conselho Federal da OAB conseguiu a suspensão da liminar, impetrada pela Federação das Associações dos Advogados do Estado de São Paulo (Fadesp) contra o recadastramento e a alteração dos cartões e carteiras dos advogados de toda a entidade. O mandado de segurança coletivo que questionava o recadastramento e a substituição dos documentos de identificação profissional dos advogados foi julgado pela Justiça Federal de Brasília.

O recadastramento já havia sido mantido por determinação do presidente do TRF da 1ª Região, juiz Tourinho Neto, que ressaltou a importância do recadastramento e julgou a impetração da liminar, movida pelo advogado Dagoberto Loureiro, como “interesse político”, já que teve ampla divulgação, inclusive da sua íntegra na Internet. O juiz também considerou que a liminar atinge a ordem administrativa da OAB, pois impede a organização, apuração e veracidade do cadastro da entidade.

Mais informações, na Assessoria de Imprensa da OAB-SP, pelo fone 3241-5122, ramal 224.