DEBATE SOBRE TOLERÂNCIA ZERO


24/07/2002

DEBATE SOBRE TOLERÂNCIA ZERO

O modelo da Tolerância Zero foi adotado em Nova York (Estados Unidos), durante a década de 80, quando se registrava o aumento da criminalidade naquela cidade. Consistia numa postura de intolerância da Polícia frente aos chamados pequenos delitos de rua, como vandalismo, pichação, bebedeiras e outros. O delegado tinha de examinar cada uma das ocorrências e dar uma resposta rápida, além de compartilhar a solução com os colegas. O pequeno crime foi entendido como a ponta do icerberg da criminalidade e contou com o apoio da comunidade no seu combate.

Para debater o modelo, a Comissão de Direitos Humanos da OAB SP realiza, no dia 6 de agosto, às 18h30, o debate “Tolerância Zero”, no auditório “Walter Maria Laudísio, na Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo (Caasp), na rua Benjamin Constant, 75 – 1º Subsolo. O evento é mais um da série que o Grupo de Trabalho para a Implementação de Eventos sobre Segurança Pública da CDH vem promovendo para discutir a questão da segurança pública no Estado.

O debate contará com a presença do presidente do Centro de Estudos Criminais, Luiz Flávio Gomes; do deputado federal, Luiz Eduardo Greenhalgh; do professor de Direito penal da Faculdade de Direito da USP e secretário geral do Grupo Brasileiro da Associação Internacional de Direito Penal, Sérgio Salomão Shecaira, e do ouvidor do município, Benedito Domingos Mariano.

O evento será coordenado por João José Sady, coordenador da Comissão de Direitos Humanos da OAB SP, e por Margaret de Souza, coordenadora da Subcomissão de Segurança Pública da OAB SP.

Informações e inscrições pelos telefones (11) 3116-1098/1074, na rua Senador Feijó, 143 – 4º andar, ou pelo site www.oabsp.org.br. Ao final, serão conferidos certificados de participação quem cumprir a carga de 4 horas.