As Mulheres e as Eleições 2002


02/08/2002

As Mulheres e as Eleições 2002

A Comissão da Mulher Advogada da OAB-SP e o Comitê de Organizações Feministas de São Paulo, promovem, nesta terça-feira (06), às 19 horas, no Salão Nobre da Ordem, o debate “As Mulheres e as Eleições de 2002”. O evento marca o lançamento da Plataforma Política Feminista, que tem 269 artigos.

Participarão como debatedoras a socióloga e pesquisadora Fátima Pacheco Jordão, especialista em pesquisa eleitoral e escritora da coluna Análise do jornal O Estado de S. Paulo, o sociólogo Gustavo Venturini, coordenador do Núcleo de Opinião Pública da Fundação Perseu Abramo e responsável pela pesquisa “A mulher brasileira nos espaços público e privado”, a cientista política e professora da UNB Lúcia Avelar, autora dos livros “Mulheres na elite política brasileira” e “O Segundo Eleitorado: tendências do voto feminino no Brasil”, e a socióloga Maria Betânia Ávila, coordenadora-geral da organização feminista SOS Corpo – Gênero e Cidadania, de Recife.

A coordenação do evento estará a cargo da presidenta da Comissão da Mulher Advogada da OAB-SP, Maria das Graças de Mello. Ela frisa que a Plataforma Política Feminista é o primeiro documento elaborado para explicitar o posicionamento dos movimentos de mulheres com relação às questões relacionadas aos sistemas econômico, político e social do País.“Essa Plataforma Política foi construída sobre uma base de mobilização de seis mil ativistas feministas, que se reuniram em 26 Conferências Estaduais, realizadas entre março e maio deste ano”, frisa Maria das Graças. A redação final do documento foi debatida e aprovada em Brasília, nos dias 6 e 7 de junho, na Conferência Nacional de Mulheres Brasileiras, com a presença de mais de duas mil mulheres.

Mais informações para a Imprensa nos telefones 3291-8175 e 3291-8182.