CDH acompanha sindicância em Presidente Venceslau 1


02/12/2002

CDH acompanha sindicância em Presidente Venceslau 1

A Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil secção São Paulo (OAB-SP) está acompanhando as ações da Secretaria de Administração Penitenciária no que se refere à apuração de denúncias de tortura na Penitenciária de Presidente Venceslau 1. Uma sessão de espancamento teria acontecido no dia 31 de outubro, durante uma revista feita no período noturno.

A denúncia chegou à OAB-SP ano dia 4 de novembro través da esposa de um dos presos que teria sofrido as agressões, e imediatamente a CDH encaminhou ofício à Secretaria de Administração Penitenciária pedindo a apuração do caso. “A secretaria respondeu que já abriu sindicância e tomou todas as providências. Nós estamos acompanhando todos os desdobramentos da investigação”, destaca o coordenador da comissão, João José Sady.

Os presos começarão a prestar depoimentos na próxima segunda-feira, mas na semana seguinte ao fato os presos fizeram exame de corpo delito e alguns apresentaram hematomas. O diretor do presídio, Reginaldo de Oliveira, argumentou que alguns presos se insubordinaram e foram levados ao pavilhão disciplinar. Como teria havido resistência de alguns, houve uso de força física.


Mais informações para a imprensa nos telefones 3291-8175/79.