CDH pede interferência de Secretário da SAP nos CDPs


27/03/2003

CDH pede interferência de Secretário da SAP

O coordenador da Comissão de Direitos Humanos da OAB SP, João José Sady, oficiou ao secretário de Estado da Administração Penitenciária, Nagashi Furukawa, no dia 25 de fevereiro, uma série de denúncia apresentadas na última reunião, promovida pela CDH, com os advogados criminalistas, de desrespeito a esses profissionais nos Centros de Detenção Provisória (CDPs).
<br><br>
Segundo Sady, os advogados estão com dificuldades para falar com seus clientes e sentem-se inseguros nas salas de parlatórios que, além de não dispor de estrutura adequada para garantir a integridade do advogado e do preso, também não assegura o sigilo da conversa entre eles, justamente pelo uso de &#8220;faxinas&#8221;, que costumam acompanhar o diálogo sem a menor discrição.
<br><br>
Os faxinas são presos que atuam em serviços que seriam de responsabilidade de agentes penitenciários, justamente por causa do déficit de funcionários. Segundo informações, estes presos seriam os responsáveis pelo tráfico dentro das prisões por causa da liberdade que dispõem no sistema. &#8220;Quando o advogado questiona a presença desse observador, os agentes penitenciários desaconselham a sua retirada porque o preso pode sofrer represálias quando retornar a sua cela&#8221;, conta Sady.
<br><br>
Mais informações para a Imprensa pelos telefones (11) 3291-8175/82.