CDH exige apuração de tortura em Itu


08/09/2003

CDH exige apuração de tortura em Itu

O coordenador da Comissão de Direitos Humanos da OAB SP, João José Sady, encaminhou hoje (5) ofício ao secretário adjunto de Segurança Pública do Estado de são Paulo, Marcelo Martins Oliveira, solicitando seja instaurada rigorosa investigação para apurar as denúncias de que o garçom Valdinei Sabino da Silva teria sido torturado por policiais para confessar o assassinato do empresário José Nelson Schincariol, ocorrido no último dia 18. Sabino da Silva contou ao irmão que foi encapuzado e espancado após a prisão.
No documento encaminhado ao secretário adjunto, João José Sady manifesta o “profundo temor de que ainda esteja a vicejar na sombra, o cometimento destes atos de terror contra o cidadão”. As notícias divulgadas, acrescenta Sady, levantam novamente a sombra da utilização da tortura como método de investigação, “levando a dúvidas e suspeitas relativamente ao grau em que estas práticas ilegais são cometidas”.
O coordenador da Comissão de Direitos Humanos da OAB SP acrescenta que o Estado de direito democrático não pode coexistir com tais ocorrências e que o Estado deve agir “de forma poderosa contra os eventuais maus policiais que enveredam por este caminho perverso”.