Funcionários da Febem entregam denúncia à OAB SP


24/09/2003

Funcionários da Febem entregam denúncia à OAB SP

Hoje (24/9), os funcionários da Febem promoveram manifestação na Praça da Sé e entregaram, às 11 horas, na sede da Ordem (Praça da Sé, 385), um documento com denúncias a João José Sady, coordenador da Comissão de Direitos Humanos da OAB SP.

Entre as denúncias, está o crescimento dos cargos de confiança dentro da Fundação, que chegam a 2.300 para um quadro de 7.300 servidores, sendo que desses apenas 2.500 são monitores, ou seja, aqueles que estão contato direto com os internos, segundo o presidente do Sindicato dos Funcionários da Febem, Antonio Gilberto da Silva. “ Não se pode admitir que cargo de confiança dentro da Febem seja por indicação política e não critério técnico”, disse Sady.

Os funcionários também denunciaram o excesso de horas trabalhadas, que chegam a 48 horas e a relação perversa entre número de funcionários e internos, que atinge 720 jovens por 8 funcionários na Unidade de Atendimento Inicial, no Bráz, e casos de abusos e assédio moral .” A Ordem já apontou os prejuizos decorrentes do número insuficiente de funcionários na Febem, a falta de investimento em um plano de carreira, falta de capacitação e de projeto pedagógico unificado”, afirmou Sady.

Para o coordenador da Comissão de Direitos Humanos, a OAB SP está ouvindo os dois lados, tanto que ontem esteve em audiência com o presidente da Febem, e que tem reafirmado seus questionamentos quanto à violência, superlotação, necessidade de desativação de Franco da Rocha e de maior transparência dentro da Fundação. “ Nunca generalizamos em nossas denúncias, mas até agora podemos constatar que nada foi feito”, disse.

Sady vai encaminhar as denúncias dos funcionários ao Ministério Público do Trabalho e os funcionários confirmaram a greve para o dia 7 de outubro, e que desejam a aprovação do pedido de CPI da Febem na Assembléia Legislativa do Estado, que será analisado no dia 1 de outubro.

Mais informações na Assessoria de Imprensa pelos telefones 3291-8175/82.