Comissão vai acompanhar investigação de motim no Cadeião de Pinheiros


29/01/2004

Comissão vai acompanhar investigação de motim no Cadeião de Pinheiros

A recém-criada Comissão de Política Criminal e Penitenciária da OAB SP lamenta o ocorrido no dia 16 de janeiro, durante a tentativa frustrada de fuga da Cadeia Pública III, em Pinheiros, quando um preso morreu e seis ficaram feridos. “ A Ordem entende que deve haver uma rigorosa apuração dos fatos e pretende designar um membro para acompanhar as investigações”, diz Adriana Nunes, presidente da Comissão.

Segundo o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, não se pode inferir, sem incorrer em erro, que as armas encontradas dentro do cadeião tenham sido introduzidas por meio de advogados dos presos. “ Tudo dependerá da apuração e das provas produzidas. Caso haja o envolvimento de algum advogado, o Tribunal de Ética e Disciplina da OAB SP irá se posicionar”, afirma D´Urso.

Mais informações, na Assessoria de Imprensa da OAB SP, pelos telefones 3291-8175/82.