OAB SP REDUZ INADIMPLÊNCIA E LANÇA ORÇAMENTO PARTICIPATIVO


09/06/2004

OAB SP REDUZ INADIMPLÊNCIA E LANÇA ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

A OAB SP faz um balanço positivo da campanha que realizou para reduzir a inadimplência na Seccional Paulista. Em três meses , o total de adesões somou 13.892 advogados e 710 estagiários, arrecadando R$ 18,4 milhões, conforme balanço fechado no dia 31 de maio. “A Adesão em grande escala se deveu a dois fatores: a mensagem voltada à importância do retorno dos advogados à vida institucional e ao trabalho conjunto das subsecções, que foram beneficiadas pela parcela de 25% dos recursos líquidos, que serão destinados a investimentos”, afirma Marcos da Costa, diretor –tesoureiro da OAB SP. Para o presidente Luiz Flávio Borges D´Urso, a campanha também foi um sucesso porque a Tesouraria da Seccional realizou um estudo estatístico para saber qual a melhor opção de parcelamento.

Diante do resposta positiva da campanha, a diretoria da OAB-SP resolveu manter parte de algumas das condições facilitadas de pagamento para as anuidades em atraso. Ou seja, a primeira parcela continua sendo de 20% da dívida e o saldo parcelado em 10 meses. Anteriormente, a parcela inicial era de 50% do débito consolidado, mantendo a parcela inicial em 20% esperamos motivar mais advogados a regularizar sua situação com a Tesouraria. As sociedades de advogados também serão beneficiadas, uma vez que não havia o benefício especial do parcelamento e os débitos deveriam ser quitados à vista.

Quanto ao orçamento participativo, ele começou a se concretizar na última sexta-feira, dia 4 de junho, quando tesoureiros das Subsecções da OAB SP na Grande São Paulo, participaram de uma reunião inédita na sede da Seccional, o “I Encontro de Tesoureiros” , que marcou o início de uma mudança na gestão financeira da entidade. Nesta reunião foram discutidas todas as questões ligadas ao gerenciamento de despesas e receitas dentro da Ordem. Com base nesses informações, a partir do próximo ano, todas as Subsecções vão poder debater a cota de participação orçamentária com a Seccional. Outros nove encontros regionais serão realizados, no próximos dois meses, abrangendo as Subsecções do Litoral e do Interior.

“Estamos implantando uma nova filosofia administrativa em substituição ao atual modelo, arcaico e centralizador. Para isso, precisamos contar com um diagnóstico detalhado de cada uma das subsecções e conhecer o volume de recursos necessários para a sua manutenção e investimentos em cada uma delas”, diz D’Urso. Para o presidente da OAB-SP, esse novo modelo de gestão, previsto para estar implantado no primeiro semestre de 2005, consolidará transparência e controle rígido dos recursos e despesas dentro da Seccional Paulista.

Mais informações, na Assessoria de Imprensa da OAB SP, pelos telefones 3291-8175/82.