Comissão de Direitos Humanos recebe denúncia


03/09/2004

Comissão de Direitos Humanos recebe denúncia

O coordenador da Comissão de Direitos da OAB SP, Hédio Silva Jr, tornou pública a ameaça sofrida no dia 30 de agosto, no Hospital do Servidor Público Municipal , por um dos sobreviventes dos ataques a moradores de rua. O fato foi relatado pelo secretário municipal de Segurança Urbana, Benedito Mariano, nesta sexta-feira (3/9).

Segundo dados do diretor do Hospital, Giovanni Di Sarno, dois investigadores da Polícia Civil, responsáveis pela guarda dos pacientes internados na UTI do hospital, teriam entrado na UTI para interrogar uma das vítimas, não identificada, e que esta teria insultado a investigadora, provocando a reação do outro investigador, que apontou uma arma para a cabeça do paciente e testemunha.

“É um fato gravíssimo, mas que não compromete a credibilidade do inquérito, sendo que o policial já foi afastado e responde por procedimento administrativo por falta disciplinar”, afirma Hédio, complementando que a reação do policial foi desproporcional ao fato ocorrido. A OAB SP vai acompanhar o caso junto à Corregedoria da Polícia.

Mais informações, na Assessoria de Imprensa da OAB SP, pelos