SERVENTUÁRIOS DECIDEM MANTER GREVE


22/09/2004

SERVENTUÁRIOS DECIDEM MANTER GREVE

Contrariando a expectativa, os servidores do Judiciário, em assembléia estadual, realizada nesta quarta-feira (22/9), decidiram pela continuidade do movimento. Uma nova assembléia estadual, com poder para deliberar os rumos do movimento, está marcada para o dia 29/09, a próxima quarta-feira, em frente o Fórum João Mendes.

O presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, lamenta a decisão pela continuidade da greve e enfatiza que continuará a realizar gestões junto ao Tribunal de Justiça no sentido de encontar uma saída conciliatória, já que o percentual de reajuste foi aceito pelos serventuários e a discussão se concentra na reposição dos dias parados." São Paulo atualmente vive um caos com quase três meses de paralisação da Justiça. Os prejuízos, da mais longa greve dos serventuários da Justiça, recaem principalmente sobre a Advocacia, impedida de trabalhar", afirma.

Em reunião, que começou com quase três horas de atraso, porque o Comando de Negociação ainda se mantinha reunido com três desembargadores do Pleno do Tribunal de Justiça, os servidores repudiaram a nova contra-proposta do TJ de aumento linear de 14,5% sobre o total da folha de pagamento de setembro, para pagamento em outubro, abaixo do índice de 39,19% (o IGPM de abril/2002 a março/2004) reivindicado pela categoria para repor perdas salariais.

O TJ também decidiu que os dias parados serão considerados falta-greve e serão compensados contabilmente com férias, linceças-prêmio e Fan. Quem não tiver nenhuma dessas formas de compensação, deverá executar trabalhos em hora extra, na forma determinada pelo TJ.Outra determinação do TJ, em caso de manutenção do movimento decidido pela assembléia de hoje, é que não seria mais permitido nenhuma forma de compensação e os dias parados serão descontados em folha de pagamento. Também será aberto processo administrativo contra os servidores por abandono de emprego. Essas medidas farão parte da Resolução 189 que será editada pelo TJ.