PRESIDENTE CONDENA CHACINA DE DIADEMA


07/07/2005

PRESIDENTE CONDENA CHACINA DE DIADEMA

“ A OAB SP, a exemplo de toda a sociedade , está indignada com essa verdadeira execução de três pessoas indefesas”. Essa foi a declaração do presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, sobre a chacina ocorrida no Jardim Portinari, no município de Diadema, na Grande São Paulo, onde três pessoas de uma mesma família, a mãe e dois filhos, foram executadas, e duas outras feridas, na noite da última segunda-feira (4/7), por policiais militares, segundo testemunhas ouvidas pela Polícia.

D’Urso determinou que a Comissão de Direitos Humanos da OAB SP acompanhe as investigações desse crime. “ A chacina é uma violência extrema, que vem se tornando comum em áreas carentes da cidade. É preciso ir à fundo na apuração desse caso, dos autores e co-autores dessa chacina”, afirmou D´Urso. Além disso, o presidente da Ordem paulista reúne-se amanhã, sexta-feira, às 18 horas, na sede da OAB SP (Praça da Sé, 385) com o novo ouvidor da Polícia do Estado de São Paulo, o advogado Antonio Funari Filho, para discutir este caso e a violência policial.

O presidente da OAB SP acredita no empenho do novo ouvidor que assumiu o cargo com respaldo do Condepe (Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana) e com apoio de diversas entidades da sociedade civil de defesa da cidadania e dos direitos humanos, em reconhecimento à sua militância política em defesa dos cidadãos atingidos pelo autoritarismo e pela violência praticada por agentes da administração pública.

Mais informação na Assessoria de Imprensa da OAB SP, tel. 3291-8179/8182.