PARA OAB-PE, OFENSA DO PRESIDENTE DA AJUFE FOI GRAVE


15/07/2005

PARA OAB-PE, OFENSA DO PRESIDENTE DA AJUFE FOI GRAVE

Declarando-se “estupefato” com a série de impropérios direcionados ao presidente da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D’Urso, ofendido pelo presidente da Associação dos Juízes Federais (Ajufe), Jorge Maurique, na semana passada, durante evento realizado no Rio de Janeiro, o presidente da Seccional pernambucano da OAB, Júlio Alcino de Oliveira Neto, ofereceu apoio e solidariedade a D’Urso.

“A insolente manifestação desse magistrado nos deixa verdadeiramente perplexos e preocupados no momento em que transmite à sociedade brasileira um clima de total insegurança jurídica no país, porquanto evidencia um claro desrespeito aos princípios constitucionais da reserva legal do Estado Democrático de Direito e da indispensabilidade do advogado à administração da Justiça, o que é extremamente grave”, diz Oliveira Neto.

Jorge Maurique afirmou que D’Urso “não passaria no Exame de Ordem” por conta do indeferimento a um mandado de segurança, com pedido de liminar, impetrado pela OAB SP, no Superior Tribunal de Justiça, contra invasões de escritórios de advocacia com base em autorizações inconstitucionais. Para não criar polêmica, num momento delicado para a Ordem e para o Poder Judiciário, D’Urso não revidou as ofensas, postura considerada acerta pela classe dos advogados.