D´URSO PARTICIPA DE JANTAR DA FADESP A DESEMBARGADORES DO QUINTO CONSTITUCIONAL


25/04/2006

D´URSO PARTICIPA DE JANTAR DA FADESP A DESEMBARGADORES DO QUINTO CONSTITUCIONAL

D´URSO PARTICIPA DE JANTAR DA FADESP
A DESEMBARGADORES DO QUINTO CONSTITUCIONAL

O presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, encerrou a série de discursos que saudaram os mais de 20 desembargadores de tribunais estaduais e federais, oriundos do Quinto Constitucional – Classe dos Advogados – que participaram do jantar de confraternização, promovido pela Fadesp – Federação das Associações dos Advogados do Estado de São Paulo – nesta segunda-feira (24/7), no Espaço Quatá, zona sul de São Paulo. Estiveram presentes toda a diretoria da OAB SP e CAASP, o presidente da Fadesp, Raimundo Hermes Barbosa, além de conselheiros da Ordem e advogados. No início do evento, a pedido do mestre de cerimônias Hélio Bialski, foi observado um minuto de silêncio em memória de Marcos Aurélio Guimarães Barbosa, filho de Raimundo Hermes, falecido no último dia 21 de abril.

Em seu pronunciamento a advogados e desembargadores, D´Urso fez a defesa intransigente do Quinto Constitucional e chamou a atenção para o fato de que os advogados “emprestados” ao Judiciário integram a Magistratura no mesmo nível dos juizes de carreira, sendo que essa igualdade deve ser observada, também, na composição dos órgãos especiais dos Tribunais estaduais, regionais federais e do Trabalho, que decidem sobre questões jurisdicionais e administrativas. O presidente da Seccional Paulista da OAB também fez referência ao impasse em torno de uma lista sêxtupla enviada ao TJ, que não foi considerada pelo Órgão Especial do Tribunal. “ A vontade da Advocacia foi desrespeitada e tivemos de reagir, buscando o entendimento e entrando, posteriormente, com mandado de segurança no STF. Obtivemos liminar e aguardamos o julgamento do mérito”, ressaltou D´Urso.

O desembargador Roberto Mac Cracken falou em nome dos colegas do Quinto Constitucional, fazendo uma homenagem a Raimundo Hermes Barbosa, que o ensinou “ os bons valores, a luta e a importância da advocacia”, ressaltando que aprendeu muito quando foi conselheiro na gestão Guido Andrade, quando Hermes ocupava o cargo de secretario-geral. “ O Quinto Constitucional agrega valor aos tribunais”, concluiu, lembrando que o trabalho dos desembargadores do Quinto inclui a luta para que o advogado seja respeitado pela sua importância na execução da Justiça.

Pelos juizes de carreira, falou o desembargador Henrique Nelson Calandra, 1º vice -presidente da Apamagis. Ele também saudou Raimundo Hermes Barbosa, o anfitrião, comparando-o a uma “rocha de liderança e resistência”. Ressaltou que a magistratura se engrandece quando figuras forjadas na advocacia ingressam através do Quinto Constitucional e que essa bandeira ( do Quinto) pode ser comum aos juizes e advogados. Também propôs, sem detalhar, o aprimoramento dos critérios para alistamento para o Quinto Constitucional.

O conselheiro federal emérito e membro nato da OAB, Rubens Approbato Machado, também destacou as qualidades do anfitrião e seu papel de liderança na atual gestão da Seccional Paulista. Para Approbato, que está na família forense há quase 60 anos, a única profissão entre os operadores do Direito que é definitiva é a advocacia, porque juizes e membros do Ministério Público, antes de seguir carreira ou depois da aposentadoria, migram para a advocacia. Na avaliação de Approbato, o Quinto Constitucional existe para democratizar o Poder Judiciário”.

Após as manifestações de lideranças da advocacia e da magistratura, o advogado Ricardo Hasson Sayeg, vice-presidente de Relações Institucional da Fadesp e coordenador do programa de mestrado em Direito da Unitoledo, entregou o título de Doutor Honoris Causa daquela instituição de ensino ao presidente da Fadesp, Raimundo Hemes Barbosa; ao professor de Unitoledo e do grupo de apoio de Relações Institucionais, Vladimir Oliveira da Silveira; à professora espanhola Maria Mendez Rocasolano, da Universidade Complutense de Madri, e ao conselheiro da OAB SP Everson Tobaruela, por relevantes serviços prestados à advocacia e a difusão do ensino jurídico.

Mais informações, na Assessoria de Imprensa da OAB SP, pelos telefones 3291-8