Comissão de Sindicância conclui trabalhos


05/06/2006

Comissão de Sindicância conclui trabalhos

COMISSÃO DE SINDICÂNCIA CONCLUI TRABALHOS

A Comissão de Sindicândia da OAB SP destinada a avaliar eventuais indícios de infração ético-disciplinar dos advogados - Mario de Oliveira Filho,Mário Sérgio de Oliveira e Denivaldo Barni - que atuam no caso Suzane von Richtohofen , durante entrevista levada ao ar pelo programa Fantástico, concluiu seus trabalhos. Integrada pelos advogados Miguel Relae Júnior (presidente), Walter Ceneviva e Antonio Ruiz Filho (relator), realizou uma oitiva com os advogados , que prestaram esclarecimentos e foram juntados a declaração da Rede Globo e o voto do desembargador José Damião Pinheiro Machado Cogan, relator do hc impetrado pelos advogados em nome de Rischthofen, que tratou da entrevista.

Após análise dos autos, a comissão emitiu parecer,ponderando que houve violação do sigilo das relações cliente-advogados e que estes, "absolutamente, não contemplam nem pregam a fraude, mas é verdade que a natureza da defesa criminal impõe uma variedade de cuidades e condutas, de modo a combater todo o estigma que forma em favor da acusação, mais ainda, quanto mais grave for o crime e maior a sua divulgação pela mídia". Na conclusão, a comissão afirmou que " não há como condenar a conduta adotada pelos advogados do ponto de vista ético, ficando fora do âmbito dessa sindância alguma outra crítica que se poderia fazer em torno do episódio".