OAB SP Assina Protocolo de Intenções com a Prefeitura de Campos do Jordão


31/10/2006

A doação da área de 30 mil m2 na Vila Inglesa deve ser concretizada até o final do ano

OAB SP Assina Protocolo de Intenções com a Prefeitura de Campos do Jordão

Márcia Melaré assina o protocolo, ao lado de Marcos da Costa e do prefeito Ismael

 

A presidente em exercício da OAB SP, Márcia Regina Machado Melaré, e o prefeito da Estância Turística de Campos do Jordão, João Paulo Ismael, assinaram segunda-feira (23/10), na Casa do Advogado,  um Protocolo de Intenções de Doação de Área para construção de uma nova colônia de férias para os advogados de São Paulo. O evento contou com a participação do diretor tesoureiro, Marcos da Costa, da presidente da Subsecção de Pindamonhangaba, Yara Medeiros além de advogados, secretários municipais e vereadores.

 

“ É com muita honra que, no exercício interino da presidência da OAB SP, recebo este presente de natal antecipado que a Prefeitura de Campos do Jordão concede aos 250 mil advogados de São Paulo. Este é um outro sonho que se realiza, uma vez que já temos a colônia de férias de Três Fronteiras,  às margens do Rio Parará.  Pretendemos ir atrás de parceiros para tornar o sonho da colônia de Campos do Jordão uma realidade”, afirmou Melaré. Ela lembrou que o presidente licenciado da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, foi quem iniciou as tratativas para a doação do terreno com o prefeito de Campos do Jordão, em setembro deste ano.

 

Para o prefeito, João Paulo Ismael, a colônia de férias propiciará um benefício mútuo. “ As casas de todos os 250 mil advogados não caberiam em Campos do Jordão e a alternativa seria ter um local onde os 250 mil advogados poderiam vir nos visitar. Sem dúvida, eles trarão  muito cérebros que contribuirão para a cultura, o diálogo e soluções para o município”, afirmou. Ismael lembrou que a cidade vive um momento de desafio com sua nova lei de zoneamento e o abastecimento de água. O prefeito ainda  afirmou que é a cidade que agradece aos advogados, porque a colônia vai gerar empregos e trazer riquezas para Campos do Jordão.

 

Para a presidente da Subsecção de Campos do Jordão, Eloísa Helena Rabelo, os advogados estão entusiasmados com a doação, porque propiciará um local privilegiado de lazer, descanso, integração com a natureza e confraternização dos colegas. A colônia também poderá ser utilizada para encontros de trabalho.  O protocolo de intenções  vai se transformar em um projeto de lei, que será apreciado pela Câmara Municipal em sessão extraordinária até o final do ano.

 

Depois da assinatura do contrato, as diretorias da Seccional e Subsecção de Campos do Jordão fizeram uma visita ao terreno em doação. São  30 mil metros quadrados,  na Vila Inglesa, numa área privilegiada com araucárias centenárias – árvore símbolo de Campos do Jordão e que pode ser encontrada na região serrana da Mantiqueira. Em frente ao terreno há uma gleba de mata atlântica preservada, que é integrada pelos pinheirais e outros tipos de árvores nativas.