LIVRO CONTA HISTÓRIA DE ADVOGADOS DE ORIGEM LIBANESA


05/07/2007


O livro “Gente do Líbano que faz no Brasil”, de Carlos Abumrad, obra que conta a saga de famílias empreendedoras de origem libanesa, traz a história de dois advogados de ascedência libanesa: Carlos Miguel Castex Aidar, que foi conselheiro, secretário-geral e presidente da OAB SP, entre 2001 e 2003, e dirigente do São Paulo Futebol Clube; e José Roberto Maluf, que ajudou na montagem da Rede Bandeirantes de Televisão, onde chegou a vice-presidência e hoje dirige a Spring, editora das revistas TAM Magazine, Aero Magazine e Rolling Stones.

 

O livro reúne biografias de 40 famílias que imigraram do país árabe e que se tornaram empreendedoras no Brasil. O autor conta histórias como as do empresário Ricardo Sayon, da Ri Happy, do Economista João Sayad e do político Guilherme Afif Domingos. Segundo estimativas do autor, a colônia libanesa no Brasil tem cerca de 8 milhões de pessoas.


Carlos Abumrad é jornalista, nascido em Jundiaí e também tem ascendência árabe. Ele passou três anos pesquisando as histórias das famílias retratadas no livro, trabalho que reúne fotos e depoimentos.

 

O próprio Abumrad tem em sua família uma história de imigração árabe. O pai do jornalista, Camilo Feres, falecido em 1999, veio do Líbano para o Brasil com 15 anos. Trabalhou com comércio, primeiro em Pirassununga, depois em Jundiaí, onde se casou e onde Carlos nasceu. A família materna de Abumrad também é de origem libanesa e trabalha com comércio. O autor, porém, acabou optando pelo jornalismo inspirado em um tio, Tobias Muzaiel, que fundou o Jornal de Jundiaí (JJ). Abumrad trabalhou vários anos no veículo até que em 1975 saiu da cidade para trabalhar em outros jornais, como o Diário do Grande ABC, O Estado de São Paulo e a Gazeta de Pinheiros.