D´URSO DEFENDE AFASTAMENTO DE RENAN CALHEIROS


12/07/2007

Para o presidente da OAB SP, a saída do senador poderia ser um gesto de transparência.

O presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, é favorável ao afastamento do senador Renan Calheiros da presidência do Senado para que a Comissão de Ética do Senado possa apurar seu possível envolvimento em irregularidades. Calheiros foi acusado de usar como intermediário o lobista Cláudio Gontijo, da empresa Mendes Júnior, para pagar R$ 12 mil mensais em dinheiro à jornalista Mônica Veloso, com quem o senador tem uma filha de três anos.

O senador apresentou notas fiscais de venda de gado para provar que tem renda suficiente para pagar as despesas com a pensão da criança e refuta as acusações de que o dinheiro usado vinha da Mendes Júnior. Calheiros garante que não vai renunciar à presidência do Senado durante as investigações.

"A saída do senador poderia ser um gesto de transparência para que essas investigações ocorram sem interferência, até para que se demonstre ao final, se ele inocente for, que essa inocência está calcada, cristalizada como resultado de uma investigação transparente. Do jeito que está, com essas idas e vindas da Comissão de Ética, com essas dificuldades que estão se antepondo a uma investigação isenta e transparente, a imagem que passa à população brasileira é que há um grande esforço para que não se apure nada e que mais uma vez tenhamos como resultado a pizza. Isso é lamentável e provoca realmente indignação", afirma D´Urso.