ARTIGO: CANSEI!


06/08/2007

Jayme Asfora

Um minuto de silêncio. Pode até ser muito pouco, calar-se por um minuto para manifestar a nossa indignação contra tudo de ruim que vem acontecendo no País: corrupção, caos aéreo, violência extremada, fome, miséria e todos os outros males que nos acometem diariamente. Mas esse minuto de silêncio pode falar muito mais alto do que imaginamos.

Essa é a proposta do Movimento Cívico pelos Direitos dos Brasileiros - que recebeu o nome de CANSEI - lançado na última semana em São Paulo e que, em Pernambuco, será liderado pela seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PE) com apoio já garantido do Crea, Cremepe, Amepe e Amatra.

No próximo dia 17 de agosto - quando completa um mês do trágico acidente com o vôo - pretendemos que seja feito, em todo o País, um minuto de silêncio em respeito às vítimas da tragédia e também de indignação por tudo o que vem acontecendo no Brasil.

Não falamos aqui de uma campanha direta contra o presidente ou personificá-la em alguém diretamente. Somos a favor da Democracia.

Mas o País que tanto amamos - sentimento expresso em nosso hino, cantando com vigor pelos milhares de torcedores durante o Pan do Rio - não suporta mais tantas manchetes negativas, tantos escândalos acontecendo sucessivamente e tantas vítimas de acidentes, de violência e também de fome e de miséria.

Cansamos de tudo isso. Queremos de volta a nossa dignidade e a nossa esperança em dias melhores.

Se a nossa grita coletiva, se as vaias emitidas, se os protestos barulhentos até hoje não funcionaram, esperamos que nosso silêncio seja ouvido. Cansamos de esperar que a situação fosse resolvida.

Depois do acidente com o avião da Gol, há pouco mais de 10 meses, o que ouvimos da ministra do Turismo, Marta Suplicy, foi a recomendação para "relaxarmos e gozarmos".

No entanto, enquanto esperávamos uma solução para o apagão aéreo, o que aconteceu foi outro - e dessa vez de proporções ainda maiores - trágico acidente. Vamos nos calar e demonstrar nossa solidariedade às vítimas e aos seus parentes.

Cansamos de estarmos no fundo do poço. Cansamos de ver o governo comemorar a possibilidade de não ser culpado pelo acidente. Cansamos de desculpas para cada erro cometido.

O País está cansado de tudo isso e exige mudanças. O movimento pretende mostrar que, apesar de cansado, não ficaremos parados. Pelo contrário, vamos lutar pela dignidade de todos, pela segurança e pela cidadania.

Em Pernambuco, o ato acontecerá em frente à OAB-PE, na Rua do Imperador.

*Jayme Asfora é presidente da OAB-PE.