OAB SP E CAASP LANÇAM CAMPANHA CONTRA A DENGUE E FEBRE AMARELA


15/01/2008

Por conta das condições climáticas favoráveis, no território brasileiro a maior incidência de dengue ocorre principalmente entre os meses de janeiro e junho. Estudos da Secretaria de Vigilância Sanitárias do Ministério da Saúde (SVS-MS) que no primeiro semestre de 2007 foram registrados 438.949 casos de dengue clássica e 926 casos de dengue hemorrágica, que provocaram 98 mortes.

A campanha tem como peça principal um cartaz  com  diversas garrafas de boca para baixo e  o  slogan  “Virou todas e ajudou a acabar com a dengue”, reforçando a principal participação da população – evitar locais que propiciem a reprodução do mosquito da dengue e febre amarela. Afora as garrafas – latas, pneus e outros focos criatórios, além de tampar caixas d’água, poços, calhas e colocar areia em vasos de plantas, como forma de impedir o avanço da doença.

 

 

A Região Sudeste – embora considerada a mais desenvolvida e com melhores de controle epidemiológico - concentrou 33% dos casos (146.352), principalmente em municípios de porte médio, com população acima de 100 mil habitantes, como os paulistas São José do Rio Preto, Campinas, Sumaré e Ribeirão Preto e cidades do entorno entre outras.

 

Grandes metrópoles da Região Sudeste, como São Paulo, a taxa de incidência mantém-se em níveis abaixo dos epidêmicos, em conseqüência da política de vigilância e da contribuição da população. Para ajudar a manter esse quadro, a OAB-SP e a CAASP (Caixa de Assistência do Advogado de São Paulo) estão lançando uma campanha de conscientização para evitar multiplicação do mosquito transmissor: o Aedes aegypti.

 

“Outra preocupação agora é que esse mosquito também pode transmitir a febre amarela, outra doença grave que volta a preocupar a sociedade”, ressalta o presidente da OAB-SP – Luiz Flávio Borges D’Urso, lembrando que a dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo.

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 50 a 100 milhões de pessoas se infectem anualmente com o vírus da dengue, em mais de 100 países, de todos os continentes, exceto a Europa. “Nossa maior preocupação deve ser com as grandes cidades, pois é alta a incidência do mosquito transmissor em áreas urbanas. A campanha da OAB, que tem entre suas missões a defesa da sociedade, se estenderá a todas as 218 subsecções do Estado”, enfatiza D’Urso.