OAB SP DEFENDE SEGURO INTEGRAL PARA POLICIAIS


11/02/2008

Às vésperas de um mês do assassinato do comandante da Polícia Militar na Zona Norte, José Hermínio Rodrigues, crime ocorrido no dia 16 de janeiro e que pode ter sido praticado por um grupo de extermínio, a Comissão de Segurança Pública da OAB SP, divulga Nota Pública, chamando atenção para a necessidade de um seguro de vida 24 horas para as corporações policiais do Estado.

NOTA PÚBLICA

 

 

A OAB SP, por meio da sua Comissão de Segurança Pública, repudia o assassinato do coronel José Hermínio Rodrigues, comandante da Polícia Militar na zona norte de São Paulo e espera que o crime seja apurado brevemente, sendo os responsáveis punidos na forma da lei.

 

O assassinato do coronel, que estava em férias, também coloca uma questão importante para todas as corporações das Polícias Militar e Civil - pela qual a OAB SP vem trabalhando no sentido de sensibilizar as autoridades estaduais a implantar um seguro de vida 24 horas por dia para policiais, vigente inclusive nos horários de folga.

 

O policial que é vitimado em razão da função ou de sua ação para impedir que ocorra um crime, durante seu horário de folga, deve estar amparado por um seguro de vida integral no caso de ser ferido ou morto. Os beneficiários de um policial que foi ferido ou morto só recebem o seguro no caso de o fato ocorrer duas horas antes ou duas horas depois de o policial assumir o posto em seu trabalho. O seguro integral pelas 24 horas do dia é uma questão de justiça.

 

 

                                               São Paulo, 11 de fevereiro de 2008

Luiz Flávio Borges D´Urso

Presidente da OAB SP

 

Leandro Godines do Amaral

Presidente da Comissão de Segurança Pública