D´URSO RECEBE TÍTULO DE PROFESSOR HONORIS CAUSA DA FMU


29/04/2008

Nos 40 anos de existência da FMU, somente duas pessoas receberam esta homenagem.

 

Ao comemorar 40 anos, a FMU atribuiu ao presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, o título de Professor Honoris Causa, na  última segunda-feira(28/4), às 10 horas, no auditório da Casa Metropolitana do Direito – Campus Liberdade. A láurea só foi outorgada outras duas vezes, ao jurista Ives Gandra da Silva Martins e ao ex-governador e professor Cláudio Lembo.

A reitora da  FMU,  Labibi Elias Alves da Silva,  fez a primeira saudação ao homenageado em nome da comunidade universitária metropolitana, lembrando que D´Urso  foi aluno da instituição – Turma 1982, tendo sido líder estudantil e que  vem  trilhando uma carreira profissional, norteado por valores que sempre inspiraram a FMU, como comportamento ético, profundo respeito pelo semelhante e dedicação aos interesses da coletividade. “  Por estas razões, outorgamos o título de Professor Honoris Causa, para que continue sempre como membro do corpo docente dessa casa de ensino”, destacou Labibi.

O professor Pedro  Franco de Campos  fez a  primeira saudação em nome da Congregação da Faculdade de Direito. Ressaltou  que  o fazia com alegria, com  emoção e dose de  preocupação por fazer uso da palavra  em nome de uma verdadeira constelação de juristas, voltada a transmitir aos jovens acadêmicos a ciência do Direito. “ A nossa faculdade de Direito é uma verdadeira instituição de ensino porque é o celeiro de futuros profissionais altamente qualificados, em razão de uma direção firme sempre olhando para o futuro, preocupada com o mundo globalizado e com um corpo docente reconhecidamente capaz, tanto é verdade, que  nosso homenageado formou-se e tive o privilégio de ter sido um de seus professores e hoje essa sua escola o recebe de braços abertos para lhe outorgar o título de Professor Honoris Causa” afirmou.

A segunda saudação foi feita pelo professor,  Paulo Hamilton de Siqueira Júnior, coordenador do Curso de Direito. Segundo ele, o homenageado detém várias facetas  e destacou quatro: o homem, o advogado, o líder e o professor. Na primeira,  enfatizou o caráter firme, a elegância ao enfrentar seus inimigos, mesmo momentâneos, e o fato de receber com amor os ataques e críticas injustas. “Sua maior virtude é ter um espírito agregador”, pontuou. Como advogado, destacou ter conseguido levar a classe dos advogados para uma  posição socialmente merecida e que fez da OAB SP um local do bom combate em  prol da justiça e da cidadania. “ O nome D´Urso  hoje constitui uma das maiores lideranças nacionais”, disse. Do professor, comentou ter sido  D´Urso docente da FMU, onde se formou e fez discípulos  e batizou  várias Turmas  como patrono. Lembrou ainda que o presidente da OAB SP é conhecido pelas parábolas de seus discursos  e fez uma parábola envolvendo dois  amigos na guerra do Vietnã, na qual um deles sacrificou a vida pelo outro.

D´Urso  recebeu o diploma de Professor Honoris Causa das mãos do presidente da FMU, Edevaldo Alves da Silva, e dedicou o título ao pai, o advogado Umberto Luiz D´Urso – presente à homenagem -  destacando que ele além de pai e amigo,  foi  um professor 24 horas por dia  , “ em tempo integral  a nos ensinar não só os valores maiores que norteiam sua vida, mas fundamentalmente o amor ao magistério que o apaixonou aos 17 anos e nesta altura, dos seus mais de 80 anos,  continua diariamente professando ensinamentos, não só quando está com seus alunos, mas principalmente quando está com seus netos. Por isso, pai, destino, por toda minha vida este título honorífico ao senhor, que também foi professor desta instituição”, afirmou.

D´Urso lembrou ainda momentos vividos na FMU. Como aluno,   sua atuação do Diretório Acadêmico 13 de Setembro, a fundação do Partido Democrático Acadêmico,  do qual foi presidente; a criação do Atlética, onde foi diretor, a Comissão de Formatura, que também presidiu e o fato de  ter sido o orador de sua turma. O segundo momento, como professor,  a transmitir aos alunos os ensinamentos, a técnica e a ciência do Direito. “ Sou testemunha do compromisso da família FMU com a qualidade de ensino e estou profundamente emocionado com este título, que recebo em nome da OAB SP”, comentou. Também agradeceu às pessoas que  o ajudaram nesta travessia, especialmente a mulher Ancila, os filhos e o irmão, Umberto D´Urso, conselheiro e Diretor Cultural da OAB SP, a quem designou como seu braço direito. Entre os agradecimentos, citou Rubens Approbato Machado, conselheiro federal emérito e presidente do Tribunal Superior de Justiça Desportiva, a quem considera uma referência.

Integraram a Mesa dos trabalhos,  além da reitora e do presidente da FMU, o ex-governador Cláudio Lembro; a primeira dama do Estado e assessora pedagógica da Faculdade, Mônica Serra; Antonio Rulli Jr, diretor da Escola Superior da Magistratura;  Jaber Saadi, superintendente da Polícia Federal; Lauro Malheiros, secretário adjunto da Segurança Pública; Rubens Approbato  Machado; a desembargadora Maria Cristina Zucchi, representando o presidente do TJ; Alberto Zacharias Toron, secretário adjunto do Conselho Federal da OAB, representando o presidente da entidade; Maria Odete Duque Bertasi, presidente do IASP;  Márcio Kayatt, presidente da AASP; o diretor tesoureiro da OAB SP, Marcos da Costa; a diretora adjunta da Mulher Advogada, Tallulah Carvalho; o presidente da Caasp, Sidney Uliris Bortolato Alves; o poeta Paulo Bonfim  ; o deputado Salim Curiati; Francisco Ramos, presidente do DA 13 de Setembro, o jurista Paulo José da Costa e Paulo Nathanael do CIEE . Também estavam presentes,  o presidente do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB SP, Fábio Romeu Canton Filho, o conselheiro Rui Augusto Martins e o diretor da CAASP, Luiz Ricardo Marcondes,  o rabino Henry Sobel, entre outras autoridades.