LEMBO E CARLOS GUILHERME MOTA DEBATEM ESTADO-NAÇÃO NA OAB SP


09/06/2008

Com realização da Comissão de Resgate da Memória da OAB SP, o evento acontece no dia 11 de junho, às 19 horas, no salão nobre da Ordem.

 

Historiadores e estudiosos definem Estado-nação como um território formado por um governo e uma população de composição étnico-cultural coesa, quase homogenea. A palavra nação, em sentido antropológico, é sinônimo de povo ou etnia. Em sua concepção política, com a constituição do Estado-nação a partir da independência dos Estados Unidos e da Revolução Francesa, passou a ser usada como sinônimo de Estado.

 

 No Brasil, especialistas apontam algumas particularidades e peculiaridades no Estado-nação brasileiro. A primeira delas é que houve , inicialmente,  a criação do Estado para posteriormente termos uma nação. A passagem da condição colonial para a independência político-administrativa a partir de um Império foi a linha condutora do Estado brasileiro, que tem na manutenção e expansão do território e no controle sobre a população os pilares de sua construção inicial. o território brasileiro tem, definitivamente, dimensões continentais.

 

Para debate tema tão complexo, a Comissão de Resgate da Memória da OAB SP reuniu o ex-governador Cláudio Lembro, advogado, professor titular de Direito Constitucional da Universidade Presbiteriana Mackenzie e da FAAP e professor colaborador no curso de pós-graduação em Direito Pública da USP; e o professor titular de História Contemporânea  da USP e de História da Cultura da Universidade Presbiteriana Mackenzie,  Carlos Guilherme Mota. Ambos fazem a palestra “O Papel do Advogado na Formação do Estado-Nação Brasileiro”,  no dia 11 de junho, às 19 horas, no Salão Nobre da Ordem (Praça da Sé, 385, 1º andar). Fábio Marcos Bernardes Trombetti, presidente da Comissão de Resgate da Memória da OAB SP, será o presidente da mesa.

 

Inscrições na sede da entidade ou pelo site www.oabsp.org.br, mediante a doação de uma lata de leite em pó integral.