PROJETO DE ORIENTAÇÃO JURÍDICA FAZ ATENDIMENTO DIFERENCIADO


19/06/2008

Inaugurado no dia 10 de junho, o Projeto de Orientação Jurídica Gratuita à População Carente, numa parceria entre a OAB SP e o CIEE - Centro de Integração Empresa-Escola, tem dispensado um tratamento diferenciado à população carente.

Cada pessoa que busca orientação é atendida por estagiário de Direito, sob supervisão de advogado, por  cerca de 1 hora, tempo no qual se busca esclarecer todas as dúvidas do interessado. Para o presidente  da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, a qualidade do serviço  e das instalações foram uma preocupação e que a procura da população vem respondendo à expectativa . “ A população tem grande carência de orientação jurídica, decorrente das dúvidas que possuem sobre seus direitos. Neste sentido, a OAB SP participa de inúmeras iniciativas comunitárias com o fim de orientar”, comenta D´Urso.

A advogada Margareth Mansur, supervisora geral da OAB SP junto ao Projeto, chama a atenção para o fato de que quem tiver advogado constituído em uma determinada causa,  não tem o perfil para ser atendido  pelo Núcleo de Orientação Jurídica Gratuita.

 Pelo projeto, as pessoas são atendidas por estagiários de Direito, sob supervisão de advogados, e podem tirar dúvidas sobre todos os ramos do Direito, seja família, consumidor, previdenciário, trabalhista, penal etc. No entanto, quem precisar  ingressar com alguma ação na  Justiça será encaminhado à Defensoria Pública  do Estado para que sua causa seja patrocinada por defensores ou advogados inscritos no Convênio de Assistência da OAB SP.

 Serviço:

Endereço: Rua Genebra, 57

Segunda à sexta-feira

Horário: 13 às 17 horas

Perfil: atendimento a pessoas com renda até 3 salários mínimos