OAB SP LAMENTA MORTE DE JOÃO JOSÉ SADY


08/07/2008

O velório está ocorrendo no cemitério da Quarta Parada, sala I, até as 15 horas. O sepultamento será no Cemitério do Araça (av. Dr. Arnaldo,666), às 17 horas.

Consternada, a Diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil - Secção São Paulo, comunica o falecimento de João José Sady,  aos 59 anos, na madrugada de segunda para terça-feira (8/7), nesta capital, vítima de câncer.

Sady foi um dos mais atuantes conselheiros seccionais  e coordenadores da Comissão de Direitos Humanos da OAB SP, gestão 2001/2003. À frente da Comissão, lutou pela preservação dos direitos dos adolescentes infratores, da população carcerária e dos sem-terra, combatendo a violência em todas as suas formas.

 João José Sady era formado pela Universidade Católica de Santos, turma de 1972 e especializou-se em Direito Trabalhista. Para o secretário-geral da OAB SP, presidente em exercício da Ordem, Arnor Gomes da Silva Júnior, com a morte de Sady “perdem os amigos, uma  rica convivência; perde a OAB por sua vigorosa atuação que honrou a entidade; perde a academia um de seus melhores professores e perde o Direito trabalhista por ter sido ele um dos mais combativos advogados desta advocacia especializada.” O presidente Luiz Flávio Borge D´Urso, que se encontra na Argentina, enviou mensagem de pêsames, lamentando esta grande perda para a Advocacia.

O diretor-tesoureiro da OAB SP, Marcos da Costa, também lamentou a perda prematura de Sady: " Além de excelente advogado, militante na área trabalhista, era um grande amigo e um colega que se doou em prol da OAB SP", afirmou.