ORLÂNDIA ESTÁ INDIGNADA COM INTRANSIGÊNCIA DA DEFENSORIA PÚBLICA


25/07/2008

Indignados pela intransigência e desrespeito com que a Defensoria Pública vem tratando os advogados em uma questão de grande relevância e interesse público que é a renovação do Convênio de Assistência Judiciária, a Subsecção de Orlândia deliberou pelo repúdio à realização de audiência ad hoc pelos advogados, bem como pela posição de não aderir ao edital da inscrição individual na Assistência Judiciária, publicado pelo órgão estadual.

 

De acordo com o presidente da Subsecção – Luiz Eugênio Marques de Souza – a decisão foi tomada – por unanimidade – por mais de 60 advogados presentes em assembléia realizada nesta quarta-feira (23/7), na Casa do Advogado de Orlândia. “A decisão de apoio irrestrito decorre da intransigência da Defensoria Pública em cumprir os acordos firmados e a tentativa vil de submeter os mais de 47 mil advogados conveniados a condições humilhantes na prestação de serviços de atendimento à população carente, com determina a Constituição Federal”, diz Marques de Souza.

Tags: