ORDEM PRESTA HOMENAGEM A NOVOS ADVOGADOS QUE SE APOSENTARAM DA MAGISTRATURA


19/08/2008

A OAB SP reuniu seu Conselho Seccional e as principais lideranças da advocacia paulista para homenagear dois desembargadores que se aposentam dos Tribunais e ingressam na advocacia – o desembargador Jarbas João Coimbra Mazzoni, ex-vice-presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP); e o desembargador Paulo Henrique Barbosa Pereira, ex-presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) no biênio 2006-2007. Eles foram saudados pelo conselheiro Arnoldo Wald Filho.

O presidente da OAB SP – Luiz Flávio Borges D’Urso – saudou os dois homenageados, dirigentes do Poder Judiciário, “que enquanto cumprindo suas funções de direção sempre foram interlocutores e defensores dos interesses da advocacia, sempre trabalhando ao nosso lado, para que construíssemos dias melhores para o exercício da nossa profissão, razão pela qual, no momento de suas aposentadorias, os recepcionamos neste ingresso às nossas fileiras. Por isso, essa Casa está em festa”.

D’Urso também exaltou a presença no Plenário dos Conselheiros do desembargador Marcos Vinicius dos Santos Andrade, ex-presidente do Tribunal de Alçada de São Paulo e ex-diretor da Escola Paulista de Magistratura (EPM), que recebeu a Carteira de Advogado, marcando definitivamente seu ingresso na advocacia. “Enquanto esteve à frente da Escola Paulista de Magistratura mostrou-se um grande parceiro da Escola Superior de Advocacia (ESA) da OAB-SP nos interesses da advocacia e que, agora, vem às nossas fileiras engrandecendo a advocacia paulista com seu talento e seus conhecimentos”, frisou D’Urso.

O conselheiro seccional Arnold Wald Filho procedeu a saudação aos três desembargadores aposentados, três ex-presidentes de Tribunais e, agora, novos membros da advocacia paulista. “É uma missão muito honrosa saudar grandes homens e dar-lhes as boas-vindas à nossa classe, depois de terem exercido com brilhantismo cargos na administração. Quando desembargadores engrandeceram a nossa Justiça e fizeram dela um centro de soluções e decisões jurídicas e sociais, sempre preocupados com a advocacia, sempre com seus gabinetes abertos ao advogado e sempre defendendo as prerrogativas da nossa classe”.

Ainda conforme Wald Filho, “são homens que, além do trabalho na magistratura, possuem bagagem intelectual de vulto, como obras jurídicas publicadas e cátedras em faculdades de Direito. São homens que chegam à nossa classe e a advocacia os recebe de braços abertos porque enquanto ocupavam cargos nos tribunais foram paradigma nos respectivos tribunais”.

Emocionado, o desembargador Jarbas João Coimbra Mazzoni agradeceu à da OAB-SP em homenageá-lo em decorrência de sua aposentadoria do TJ-SP, depois de 45 anos na carreira de magistrado. “Estou honrado com a homenagem que marca meu ingresso nesta augusta Casa. Isso se deve à minha contribuição à magistratura que sempre coloquei como prioridade, superando crises de desalento diante da quantidade quase interminável de processos e papéis que chegavam à minha mesa. Mas, graças à compreensão dos meus colegas de magistratura e da classe dos advogados, consegui vencer às décadas e alcançar reconhecimento do Tribunal de Justiça”, disse Mazzoni, que graduou-se em 1961 pela Faculdade de Direito da PUC-SP e iniciou-se na Magistratura em 1963 como juiz substituto da 14ª Circunscrição Judiciária, em Itapetininga (SP) e chegou à segunda-vice-presidência (Seção Criminal) do TJ-SP.

O ex-desembargador Paulo Henrique Barbosa Pereira destacou a grande amizade que sempre manteve com os advogados e emocionou-se ao lembrar-se do pai que, ao deixar a carreira na magistratura no Tribunal de Justiça de São Paulo, também recebeu a Carteira de Advogado, entregue em São José dos Campos. “Com meu pai eu sempre nutri uma admiração e muito carinho pelos advogados. Como promotor e como juiz conheci de perto o valor dos advogados e com eles vivi muitas lutas em defesa da cidadania e pela aplicação da justiça”.