OAB SP DIVULGA NOTA SOBRE GREVE DA POLÍCIA CIVIL


26/09/2008

O presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, divulgou nesta sexta-feira (26/9) Nota Oficial, sobre a greve da Polícia Civil , fazendo um apelo para que as duas partes – governo e corporações policiais – busquem uma solução urgente, visando o interesse da população do Estado.

                  NOTA OFICIAL

 

Preocupada com o impasse que cerca a paralisação da Polícia Civil de São Paulo, iniciada no dia 15 de setembro, a Ordem dos Advogados do Brasil – Secção São Paulo -  faz um apelo às partes – governo do Estado e corporações policiais – para que se empenhem no sentido de encontrar  urgentemente  uma solução para a crise.

 

Certamente, é legítimo o pleito dos policiais civis, uma vez que os salários não remuneram condignamente o trabalho competente prestado por escrivães, investigadores e delegados da Polícia Civil Paulista, os quais demonstram ser profissionais vocacionados para as atividades de segurança pública que exercem.

 

Por outro lado, não se pode admitir qualquer risco  à segurança de nosso Estado e a suspensão dos serviços policiais essenciais, dos quais a sociedade não pode prescindir, especialmente nos dias de hoje, em que ao lado da delinqüência comum, temos a criminalidade organizada.

 

Dessa forma, a OAB SP coloca-se à disposição das partes no sentido de ajudar no diálogo e nas negociações, objetivando encontrar um consenso capaz de contemplar todos os interesses envolvidos, especialmente os da população paulista,  normalizando a segurança pública no Estado.

 

                 São Paulo, 26 de setembro de 2008

 

 

Luiz Flávio Borges D´Urso

Presidente da OAB SP