Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2008 / 10 / 15 / OAB SP ESTRANHA SILÊNCIO DA SECRETARIA DE SEGURANÇA SOBRE PEDIDO DE AUDIÊNCIA PARA TRATAR DA GREVE DA POLÍCIA CIVIL

Notícias

OAB SP ESTRANHA SILÊNCIO DA SECRETARIA DE SEGURANÇA SOBRE PEDIDO DE AUDIÊNCIA PARA TRATAR DA GREVE DA POLÍCIA CIVIL


15/10/2008

O presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, divulgou nesta quarta-feira (15/10) Nota pública, estranhando a ausência de resposta do secretário de Segurança Pública a um pedido de audiência da Ordem.

                                  NOTA PÚBLICA

     Ao completar um mês da paralisação da Polícia Civil, a OAB SP estranha o comportamento do secretário de Segurança Pública,  Ronaldo Marzagão, advogado inscrito nessa Casa,  que não respondeu ao pedido de audiência da Ordem. Trata-se de uma desconsideração para com a OAB SP e para com a própria classe. Este não tem sido o comportamento que tem norteado as relações entre a Secretária de Segurança Pública do Estado de São Paulo e a Ordem dos Advogados do Brasil – Seção São Paulo, marcadas pela colaboração.

 

     Diante dessa ausência de resposta da Secretaria de Segurança Pública a um pedido de audiência da Ordem para tratar de assunto de interesse da cidadania, encaminharei o que teria a dizer, por escrito, ao senhor secretário de Segurança, fazendo um relato da reunião realizada na OAB SP, no dia 10 de outubro, com dirigentes de sindicatos de policiais civis.

 

    A OAB SP em nenhum momento tomará partido, seja da Polícia Civil ou do  Governo, porque essa não é sua função. Nos propusemos a uma interlocução no sentido de colocar um fim ao impasse, para que se chegue, o quanto antes, a um ponto de convergência que contemple o interesse maior dos cidadãos paulistas pela normalização da segurança pública no Estado.

 

    Reitero o apelo de que o diálogo deve reger as relações institucionais entre órgãos do Estado e entidades da sociedade civil, especialmente quando se trata da OAB SP.

 

            São Paulo, 15 de outubro de 2008

 

 

                  Luiz Flávio Borges D´Urso

                        Presidente da OAB SP