OAB SP RECEBE TROFÉU ESPECIAL DE IMPRENSA


31/10/2008

A OAB SP recebeu na última segunda-feira(27/10), no Teatro TUCA, o Troféu Especial de Imprensa ONU, que marca os 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e 30º Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos.

 A láurea lembra a colaboração da Ordem na elaboração do prêmio e na recuperação de acervo histórico relativo a três décadas de Prêmio Vladimir Herzog. O prêmio é uma iniciativa do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC-Rio) e da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH).

 

O conselheiro seccional e presidente do TED (Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem) Fábio Romeu Canton Filho, que representou o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, recebeu a homenagem em cerimônia realizada no TUCA - Teatro da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. O troféu - que traz a mensagem “Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo por tudo que realizou em defesa da democracia” – é um trabalho do artista plástico Elifas Andreato.

 

“Trata-se de um reconhecimento ao trabalho em defesa da cidadania e do Estado Democrático de Direito que a Ordem paulista vem realizando em seus 75 anos de existência. Temos uma prerrogativa constitucional que nos coloca com guardiões da democracia. E é isso que fazemos quando defendemos o pleno direito de defesa e o acesso universal a uma Justiça imparcial e célere”, diz o presidente da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D’Urso, ressaltando que o prêmio é extensível a toda a classe dos advogados de São Paulo.

 

Também foram laureadas outras entidades e pessoas que têm histórico de luta pela redemocratização e consolidação da democracia brasileira e com o prêmio. Além da OAB-SP, receberam a láurea o Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil; Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República; Comissão Organizadora do 30º Prêmio Vladimir Herzog; Coral Mártir Luther King; Elifas Andreato; Família Herzog; Central Única dos Trabalhadores (CUT); Maxpress; Oboré Projetos Especiais; o Sindicato dos Jornalistas de SP; TV Aberta/Canal Comunitário de São Paulo; TV USP/Canal Universitário de São Paulo; Universidade Federal do Rio de Janeiro/Núcleo de Computação Eletrônica; e Universidade Presbiteriana Mackenzie. Receberam Menção Honrosa à jornalista Eliane Brum; dom Odilo Scherer, cardeal-arcebispo de SP; e o ex-cardeal arcebispo de SP dom Paulo Evaristo Arns.

 

O Troféu Especial foi entregue ainda a cinco jornalistas que foram escolhidos entre os ganhadores das 29 edições do Vladimir Herzog. São eles – Caco Barcellos, Henfil, José Hamilton Ribeiro, Ricardo Kotscho e Zuenir Ventura. Para selecioná-los, do total de 553 jornalistas que já ganharam o Prêmio Vladimir Herzog, 437 foram localizados e 326 votaram em até cinco jornalistas de sua livre escolha.