DESEMBARGADORES RETORNAM À ADVOCACIA


27/11/2008

Na sessão de segunda-feira (17/11) do Conselho Seccional foram homenageados, a ex-presidente do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo 2ª Região (TRT-2), Maria Aparecida Pellegrina e o ex-presidente do STJ, ministro Raphael de Barros Monteiro Filho. Também foi saudado Paulo Adib Casseb, mais novo integrante do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo, que integrou a lista sêxtupla da OAB-SP, pelo Quinto Constitucional, e depois a lista tríplice do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), sendo recentemente escolhido pelo governador paulista José Serra como membro desta Corte Militar.

 

O presidente D’Urso externou que a OAB-SP “sente-se honrada em poder recepcionar o ex-ministro do STJ, Raphael Monteiro de Barros Filho, que volta aos quadros da advocacia, com o número de Ordem 12.633 desta Seccional porque durante o seu período de magistrado soube honrar a advocacia e respeitar as prerrogativas profissionais da classe”. A Carteira de Ordem foi entregue pelo  conselheiro seccional Américo de Carvalho Dias, de Sorocaba.

 

Raphael de Barros também disse estar honrado em receber novamente a Carteira da Ordem. “Estou agora do outro lado da cancela. Posso dizer que não perdi a fé no Direito. Mantenho esse sentimento que tem na sua base exclusiva a força moral, que está presente nos corações de todos os homens. Eu peço que a OAB-SP, na sua missão constitucional, tenha algo reservado de muita relevância, não só na defesa da cidadania, mas na defesa também do aprimoramento das nossas instituições, e conseqüentemente no aperfeiçoamento do Estado Democrático do Direito. A Constituição reza que o advogado é indispensável à aplicação da justiça e assim eu tenho entendido e mesmo durante minha função de magistrado”.

 

Também foi homenageada a nova advogada inscrita na OAB SP, Maria Aparecida Pellegrina, ex-presidente do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, que retorna à advocacia, reconquistando o número de inscrição original na Ordem (26.111). D’Urso destacou a alegria da Ordem  com o seu retorno e ressaltou a gratidão da entidade “a esta mulher que, com determinação, retomou as obras do Fórum Trabalhista Rui Barbosa (marcado por um escândalo), com lisura e absoluta transparência a mostrar que episódios isolados não podem em hipótese alguma macular a imagem da magistratura do país”.  

 

A Carteira de Ordem foi entregue pelo conselheiro seccional e advogado trabalhista Estevão Mallet.   A ex-presidente do TRT de São Paulo frisou que “este é um momento de gala, quando volto à advocacia após 30 anos de ausência”. Pellegrina afirmou que, “a OAB SP tem uma advocacia nova, técnica e humanista ao tempo em que tem como presidente um advogado criminalista e se torna um exemplo para todos os demais ramos do Direito”