OAB SP LAMENTA MORTE DE PAULO SABOYA


03/02/2009

O presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, lamentou a morte do presidente do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Paulo Eduardo de Araújo Saboya , aos 69 anos, nesta terça-feira (3/2), no Rio de Janeiro, vítima de câncer.

Para D´Urso, Paulo Saboya deixa um legado importantíssimo para a advocacia brasileira, por sua coragem e  empenho na defesa do Estado Democrático de Direito, especialmente  durante os anos de chumbo da ditadura, sem fazer concessões.

" O regime de exceção foi um desafio para Saboya, que enfrentou de peito aberto todas as formas de truculência e todos os atos arbitrários, nunca abdicando de seus ideais democráticos e da  defesa das liberdades e dos direitos individuais e coletivos", ressaltou D´Urso.

Atualmente, Paulo Saboya também  era conselheiro seccional e presidia o Tribunal de Ética e Disciplina da  OAB-RJ .  Era professor de graduação e pós-graduação  de Processo Civil e  foi secretário de Justiça do Estado do rio de Janeiro, no governo de Benedita da Silva.