SISTEMA DE GESTÃO DE QUALIDADE DA OAB SP INCORPORA 18 NOVAS SUBSECÇÕES


12/02/2009

Dezoito novas subseções da OAB SP já estão no rol de certificação do Sistema de Gestão de Qualidade, o SGQ ISO 9001, implantando em 97 subseções paulistas da Ordem no total. O prazo de implementação nas novas subseções é até dezembro de 2009, conforme foi explicitado na reunião realizada entre a OAB SP a certificadora, no Salão Nobre da entidade, no dia 29 de janeiro, às 15 horas.

 

O ano da primeira certificação da OAB SP foi 2004. O presidente da entidade, Luiz Flávio Borges D’Urso, defende que a medida foi fundamental para a sobrevivência da Ordem: “Esses processos são irreversíveis. Sem o sistema implantando, as intimações gratuitas e outras mudanças talvez a Ordem não estivesse no patamar atual porque enfrentava  um déficit gigantesco.  quando assumimos, a Ordem devia R$ 32 milhões à Caixa de Assistência dos Advogados  R$ 6 milhões ao Conselho Federal e tinha um patrimônio líquido negativo de R$ 6 milhões”, afirmou.

Segundo D’Urso, o novo modelo de gestão, idealizado pelo viés participativo, foi buscar a responsabilidade e os méritos da administração na parceria com as subseções através da descentralização política, administrativa e financeira desde o primeiro dia. “ Estamos incluindo 18 novas Subsecções para atingirmos o universo total de 219 Subsecções do Estado”, lembrou D´Urso.

 

Durante a apresentação, o engenheiro e consultor de qualidade Odécio Branchini explicou que a implementação do SGQ nas 18 novas subseções já começou em dezembro de 2008. “O sistema de gestão já está na intranet.”, declarou Branchini. “Nesta segunda (2/2), começa a rodada de palestras dos consultores em cada uma das novas subseções.  Eles vão apresentar o produto mais importante da subseção, um plano de realização que faz a ligação entre as coisas que acontecem na subseção com a seccional, tais como Exame da Ordem, inscrições etc. Ainda em fevereiro haverá cursos de um dia de mediação e análise de melhoria. Em maio, daremos um curso de preparação para a auditoria dos sistemas de gestão”, explicou.

Branchini esclareceu ainda que uma vez por ano cada área da seccional e cada subseção vai ser auditada. A auditoria nas 18 novas subseções acontecerá entre o final de julho e o início de agosto. A auditoria das subseções já certificadas e das áreas internas da seccional, por sua vez, será realizada antes.

O SGQ já opera em 30 processos da seccional e 97 subseções, atingindo 212 mil inscritos da seccional e subseções, o que representa 91% da Ordem paulista.

 

Segundo o diretor-tesoureiro da OAB SP, Marcos da Costa, representante da diretoria no SGQ, algumas vantagens do sistema de qualidade total são orientar a direção da OAB SP para a adoção de uma cultura direcionada à manutenção de inscritos satisfeitos e orientar os colaboradores para garantir que os serviços prestados estejam conforme aos requisitos dos inscritos e aos requisitos legais.

 

Também participaram da reunião Arnor Gomes da Silva Jr, secretário-geral da OAB SP; Tallulah Kobayashi de Andrade Carvalho, diretora adjunta da Comissão da Mulher Advogada e conselheira seccional, Berilo Gonçalves de Oliveira, coordenador do SGQ, e diretores das 18  subseções.