DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE:AÇÃO SOCIALMENTE RESPONSÁVEL


05/06/2009

 

Recentemente, a OAB SP, promoveu um grande seminário, no qual representantes de todo o Judiciário - Magistratura, Ministério Público  e Advocacia – se propuseram a debater o meio ambiente e sua interface com a legislação nacional. A Ordem, dessa forma, tornou-se o palco de uma importante reflexão, na qual os atores jurídicos buscaram fomentar  propostas ecologicamente equilibradas.


O evento evidenciou o empenho dos operadores do Direito em fazer sua parte na defesa ambiental, avaliando a tomada de posição em defesa dos valores ambientais que, a cada dia, vêm se tornando uma preocupação da sociedade compromissada com uma atuaçao socialmente responsável.

Diariamente, acompanhamos notícias de catástrofes climáticas pelo mundo. A temperatura nos verões europeus atinge 40º C, o Brasil sofre com ciclones, principalmente na costa das regiões sul e sudeste, furacões causam mortes e destruição em vários pontos do planeta, as calotas polares estão derretendo e, por conseqüência, os níveis dos oceanos aumentam. O que pode estar provocando tudo isso? Os cientistas são unânimes em afirmar que o aquecimento global está relacionado a todos estes eventos.

Por isso, neste 5 de junho devemos repensar nossas atitudes, rever conceitos e procurar formas de atenuar esses efeitos danosos e participar ativamente dos processos governamentais que tratam do meio ambiente, cobrando de nossos governantes,  que o país  invista em tecnologias menos poluentes, que exijam de empresários, comerciantes, produtores rurais medidas que minimizem o impacto ambiental porque o que estamos observando são sinais de alerta de que precisamos mudar nossa forma de nos relacionar com o meio ambiente, seja ele natural ou o urbano.

 

É a hora de realmente tomarmos consciência de que os maiores causadores de problemas ambientais somos nós, nossos carros, nossas atividades lucrativas, nossas opções políticas, nosso lazer. E, certamente, por menores que sejam as mudanças implementadas em  nosso dia a dia, elas terão um reflexo positivo. É só pensarmos que se a maioria da população mundial mudar pequenos hábitos, a mudança terá escala global e fará a diferença.  Assim sendo, vamos começar  por mudar um úncio hábito nocivo ao meio ambiente, com jogar na pia um litro de óleo de cozinha usado, que poluirá um milhão de litros de água, e dessa forma iremos transformar o mundo.

 

Luiz Flávio Borges D´Urso

Presidente da OAB SP