EVENTO FAZ HOMENAGEM AO MOVIMENTO CONSTITUCIONALISTA DE 32


13/07/2009

O presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, participou na última segunda-feira (6/7), às 17 horas, no plenário do Tribunal do Júri, do Tribunal de Justiça de São Paulo, da solenidade comemorativa dos 77 anos do Movimento Constitucionalista de 1932, promovido pelo TJ-SP e Associação Comercial de São Paulo.

Na ocasião, foram agraciadas com o colar Carlos de Souza Nazareth, da ACSP: Dom Fernando Antonio Figueiredo, bispo da Diocese de Santo Amaro; o desembargador José Renato Nalini, presidente da Academia Paulista de Letras; o desembargador Vanderci Alves, membro do Conselho Supervisor do Sistema dos Juizados Especiais do TJ e Viviane Senna, presidente do Instituto Ayrton Senna. Narzareth liderou comerciantes e industriais paulistas na defesa dos ideais da Revolução de 32.

Para o presidente da OAB SP, a homenagem é justíssima, tanto ao Movimento de 32, quanto aos agraciados. " Em 1932, o povo desfraldou a bandeira de legalidade. Foi o levante de São Paulo a defender a Constituição e, embora tivéssemos perdido a reação bélica, ganhamos a inspiração para promover a defesa da Constituição Federal e a sustentação do Estado de Direito. É uma inspiração para o país, principalmente nos momentos difíceis frente aos desmandos e à corrupção", afirmou D´Urso.

Ao anunciar a entrega das comendas, Alencar Burti, presidente da ACSP, muito emocionado, destacou que a homenagem quis recuperar valores de 32 que o país está perdendo e que Carlos Nazareth , ao defender esses ideais, pagou com a prisão e exílio a sua coragem. Lembrou que os homenageados são personalidades de méritos reconhecidos publicamente e com atuação destacada na comunidade.e que atuaram em prol da cidadania. Todos receberam o colar e externaram seus agradecimentos.

Ao final , foi inaugurado o Espaço Cultural Paulo Bonfim, que terá acervo permanente do poeta e Memorial do Movimento Constitucionalista de 1932. O poeta Paulo Bomfim foi aplaudido de pé e dedicou as homenagens ao capitão Gino Struffaldi, veterano de 32 e presidente da Sociedade Veteranos de 32 . Durante o evento, o Coral Baccarelli apresentou peças ligadas à cultura paulista.

O presidente do TJ, desembargador Vallim Bellocchi, também ressaltou a qualidade dos homenageados, do poeta Paulo Bonfim e que aos 174 anos, o Tribunal abria suas portas para mais um evento integrado à sociedade brasileira. Encerrou com uma das mais conhecidas trovas da Faculdade de Direito do Largo São Francisco "Quando se sente bater/No peito a heróica pancada/Deixa-se a folha dobrada/Enquanto se vai morrer".