OAB SP INAUGURA NESTA TERÇA-FEIRA A CASA DA MEMÓRIA


08/03/2010

Será inaugurada nesta terça-feira (9/3), às 19h, a Casa da Memória da OAB SP, que funcionará na Rua Anchieta 35, térreo. Uma realização da Comissão de Resgate da Memória da OAB SP, que tem por objetivo recuperar, resgatar e desvelar a memória da instituição, refletindo e analisando a sua participação, por meio de seus líderes, advogados e juristas na construção da história do país.

 

“A Casa da Memória pretende oferecer uma visão  histórica da advocacia bandeirante desde os seus primórdios. Busca no passado as tradições e valores para servir de exemplo e guiar o futuro da classe dos advogados”, explica o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D’Urso. “Queremos manter viva a história da seccional paulista da Ordem, haja vista que a entidade participou dos mais importantes acontecimentos políticos e sociais do país no século 20.”

 A primeira exposição temática que ocupará o Espaço já no dia da sua inauguração é a mostra “Primeiros Passos”, que contará o início da trajetória do órgão de classe dos advogados por meio de narrativas, documentos originais e fotografias dispostos numa linha do tempo. Ainda no mesmo evento, será colocado no ar o Portal da Memória da OAB SP. Todos esses eventos se inserem nas comemorações pelos 80 anos da seccional paulista da Ordem, a serem completos em 2012.

 “A Casa da Memória levará conhecimento histórico-cultural à população paulista”, declarou o diretor da Casa da Memória, Fábio Trombetti. “Trata-se de um legado não só para os advogados, mas para todos interessados em conhecer a história, organização e realizações da nossa instituição”, completa.

Novas Nomeações

 Em cerimônia realizada na última sexta-feira (5/3), pela manhã,  para apresentar nove quadros do acervo da OAB SP que serão restaurados, o presidente da Ordem, Luiz Flávio Borges D´Urso, anunciou o nome do conselheiro Fábio Trombetti para ser o primeiro diretor da Casa da Memória, e do advogado e ex-funcionário da OAB SP por 45 anos, Carlos Alberto Baptista  para ser o novo presidente da Comissão de Resgate da Memória, sucedendo Trombetti no cargo.

 “A Casa da Memória é uma realidade, depois de 6 anos de trabalho. Por isso, convoquei Fábio Trombetti para ser o primeiro diretor da Casa”, explicou o presidente, garantindo que  a Casa da Memória está em um espaço interno da OAB SP, ainda bastante diminuto. “ Assim sendo,  a missão do conselheiro Trombetti será buscar junto aos poderes públicos um espaço que esteja a altura desse projeto, para que a Casa da Memória seja uma exposição permanente, com condições de ampliação na medida em que nós consigamos ampliar o acervo para mostrar nosso acervo para as futuras gerações”, afirmou.

 Seguindo D´Urso, a escolha de  Carlos Baptista para a presidência da Comissão de Resgate da Memória foi natural. “Para a presidência dessa comissão eu convoquei um colega que, no fundo, é a história da OAB. Não só porque ele esteve nesta casa durante 45 anos, mas também porque ele é um arquivo vivo de toda essa história, mas principalmente porque conviver com ele, tê-lo na OAB é um privilégio.”

 

Apresentação dos Quadros

 Fábio Trombetti fez uma longa lista de agradecimentos, especialmente à advogada Natasha Schimitt Salinas e destacou que a apresentação dos quadros históricos marca “de forma indelével o início de várias comemorações e eventos preparatórios aos 80 anos da OAB SP, que serão comemorados em 2012. “ Esse projeto pretende mostrar e recuperar a história da OAB SP e mostrar ao público significa muito mais do que apenas verificar o que existe, fazer um mero inventário e detalhar isso, é muito mais do que isso, trazer a público é mergulhar em uma experiência única da história da Ordem de forma profunda e isto exigirá ações grandiosas.”

 Para o diretor da Casa da Memória, o momento representa o grande esforço que a Comissão de Resgate da Memória fez com muito amor e muito carinho. “E esse evento é a prova irretorquível do nosso trabalho, Estamos aqui para trabalhar por algo que acreditamos. Queremos mudar a idéia de que o nosso país não tem memória a partir do exemplo que a Ordem pode dar. Está nos nossos planos além de um livro comemorativo, digitalizar toda a nossa história. Nós estamos gerando histórias todos os segundos com nossos documentos e precisamos cuidar desse acervo.”

 Paulo Teóphilo Moreira Júnior, diretor de marketing e produto – Simpress, empresa parceira da OAB SP, que viabilizará os recursos pela Lei Rouanet,  recebeu uma placa de aço comemorativa, e destacou a importância do trabalho.“É muito interessante ver como podemos fazer parte e estar presente na vida do país. Ao apoiar a OAB nesse projeto estamos fazendo um pequeno esforço porque o trabalho real é de vocês em manter uma entidade tão importante para o Brasil”, concluiu.

Os nove quadros que se apresentam deteriorados pela ação do tempo são pinturas a óleo de 81 cm por 92 cm, com molduras feitas no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo. As obras retratam personalidades jurídicas e ex-presidentes da OAB SP, como Rui Barbosa, Clóvis Bevilacqua, João Mendes de Almeida, Plínio Barreto, José Manuel de Azevedo Marques, Jorge da Veiga, Benedicto Galvão, João Braz de Oliveira Arruda e Francisco Antonio de Almeida Morato.