ESTÁGIO NA ORDEM DOS ADVOGADOS DE PARIS


13/04/2010

A OAB SP, de acordo com a Convenção de Cooperação com a Ordem dos Advogados de Paris e a Embaixada Francesa, está abrindo, de 19 a 30 de abril, inscrições para o exame de seleção de dois advogados que queiram estagiar na Ordem dos Advogados de Paris. O curso acontecerá entre 1 de outubro e 26 de novembro.

 

Em sua primeira fase, o estágio acontecerá na École de Formation du Burreau, Escola de Formação da Ordem dos Advogados de Paris, e será focado na prática de procedimentos de Direito Civil, Penal e Comercial e assim permitir um aprofundamento sobre o sistema jurídico francês. Os estudantes também irão assistir a audiências no Palais de Justice de Paris e visitar instituições Comunitárias Européias, em Bruxelas. " Essa é mais uma iniciativa de parceria internacional da  OAB SP para projetar a capacitação do advogado paulista  para além das  fronteiras nacionais", ressalta o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso. 

 

Na segunda etapa do curso, os selecionados farão estágio em um escritório francês supervisionado por um advogado inscrito na Ordem dos Advogados de Paris, selecionado em função da área de atuação dos advogados brasileiros, explica o presidente da Comissão de Relações Internacionais da OAB SP, George Niaradi.

 

Os custos do curso serão pagos pela Ordem dos Advogados de Paris e os advogados selecionados não receberão remuneração durante o estágio no escritório francês. A Embaixada da França no Brasil oferecerá auxílio financeiro de até 950,00 Euros para os dois meses de estágio. As despesas com passagem aérea serão custeadas pelos próprios estagiários.

 

As inscrições devem ser feitas na secretaria do Pool de Comissões da OAB SP (rua Anchieta, 35) e os interessados, que não podem ter mais de 35 anos, precisam comparecer pessoalmente munidos de identidade profissional, cópia da cédula de identidade do advogado, certidão de prova de sua idoneidade e adimplemento financeiro com a OAB SP, documento emitido pela própria seccional, curriculum vitae, carta de motivação em francês e documentos que comprovem a proficiência na língua francesa emitidos por instituições reconhecidas de ensino do idioma.

 

Os candidatos serão entrevistados por membros da Comissão de Seleção, formada pelo presidente da Comissão de Relações Internacionais da OAB SP e pelo diretor geral da Aliança Francesa em São Paulo.