HOMOLOGADAS AS NOVAS INSCRIÇÕES PARA O CONVÊNIO DE ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA


09/06/2010

A OAB SP veio trabalhando no sentido de viabilizar a homologação dos 45.587 novos advogados inscritos no Convênio de Assistência Judiciária, firmado entre a Ordem e a Defensoria Pública do Estado, que saiu publicada nesta quarta-feira (9/6) no Diário Oficial- Poder Executivo e que coincide com o ingresso da nova defensora pública geral do Estado, Daniela Sollberg Cembranelli.

Com a homologação, os novos  advogados inscritos no Convênio de Assistência Judiciária da OAB SP com a Defensoria Pública passam a ser convocados, a partir de 14 de junho, para patrocinar  novas causas  de cidadãos  que recebem até 3 salários mínimos.

“Esta homologação assegura o atendimento jurídico à população carente do Estado, uma vez que cabe ao Estado, por meio da Defensoria Pública promover esse atendimento. No entanto, como a Defensoria conta com apenas com 433 defensores  e unidades em  23 municípios , há uma  demanda reprimida de quase 1 milhão  ações/ano, que são patrocinadas  pelos  advogados”, afirma o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D´Urso, lembrando que as questões pendentes sobre o Convênio, como o reajuste real da tabela de honorários e reposição real, serão retomadas na mesa de negociações.

Para o vice-presidente da OAB SP e presidente da Comissão de Assuntos do Judiciário, Marcos da Costa, a Ordem tem todo o interesse em restabelecer o diálogo com a Defensoria e essa homologação é um passo importante.“Vimos trabalhando pela manutenção do convênio, que tem duas importantes implicações. Por um lado atende a população sem recursos  que busca na justiça a solução de seus conflitos e, por outro, constitui um mercado de trabalho para os advogados conveniados”, ressalta.

“A homologação marca uma nova etapa. Queremos ter um relacionamento de parceria com a Defensoria Pública, visando sempre o melhor atendimento para a população carente do Estado. Esta homologação ressalta a importância dos advogados na prestação da assistência judiciária  em São Paulo”, diz Maurício Januzzi, presidente da Comissão de Assistência Judiciária da OAB SP.

O convênio entre a OAB SP e a Defensoria foi rompido em 11 de julho de 2008 depois que a Defensoria se recusou a fazer a reposição inflacionária prevista no Convênio, assim como reajustar  o contrato e a  tabela de honorários dos advogados. Após ação proposta pela OAB SP contra o cadastramento de advogados diretamente pela Defensoria e liminar concedida pela 13ª Vara da Justiça Federal, o convênio foi retomado  e foi  mantido graças a essa liminar em mandado de segurança, que assegurou a manutenção da  prestação dos serviços aos necessitados e acesso à Justiça até que sobreviesse solução definitiva. Em São Paulo, o convênio está previsto na Constituição Estadual (Art. 109) e na Lei Complementar 988/06, que criou a Defensoria Pública.

Clique aqui para visualizar a lista de inscritos homologados.

Clique aqui para visualizar a lista de inscritos descredenciados.

Veja a íntegra da publicação

Diário Oficial Poder Executivo – Caderno 1 – Página 60

Convênio Defensoria Pública do Estado/OAB-SP

Nos termos da cláusula 2ª, §§ 4º e 5º, do Convênio em vigor e, ainda, da cláusula 14 do Edital de inscrições de advogados para a prestação de assistência judiciária suplementar, publicado no D.O. de 25/09/09, fica homologada a lista contendo 45.587

advogados inscritos, que passarão a receber indicações a partir de 14/06/10, segunda-feira, ressalvados aqueles que possuem pendências a serem sanadas junto às convenentes. A partir da referida data, todas as cargas serão retiradas do sistema atual, recomeçando-se o rodízio e uma nova contagem de indicações para todos os advogados regularmente inscritos.

Encontra-se disponibilizada nos sites da Defensoria Pública do Estado (www.defensoria.sp.gov.br) e da OAB-SP (www.oabsp.org.br) a lista completa dos advogados regularmente inscritos, bem como os que pendem de regularização.