ORDEM VAI ACOMPANHAR CASO DE ADVOGADA ASSASSINADA


08/08/2010

A Comissão de Acompanhamento de Inquérito dos Advogados Vítimas de Homicídio da OAB SP vai acompanhar o caso de homicídio da advogada criminalista Adriana Souza dos Reis, morta a tiros na noite da última quarta-feira (4/8), na Estrada da Roseira, em Mairiporã. “ Só temos a lamentar mais esse crime, que ceifou uma vida tão jovem.Os primeiros indícios das investigações apontam que está relacionado ao exercício profissional. Portanto, a Ordem vai atuar no acompanhamento do inquérito” afirma o presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D’Urso.

Outros casos de advogados assassinados estão sendo acompanhados pela Comissão. “ Desde o início da sua criação, a Comissão tem por  objetivo a análise e acompanhamento dos inquéritos policiais, contribuindo no que for possível . Adriana foi estagiária da OAB na Subsecção de Sorocaba“, explica Mário de Oliveira Filho, presidente da Comissão.

O assassinato ocorreu quando  Adriana e o namorado foram para Mairiporã, atendendo a um  telefonema de um cliente que estaria com  o carro   apreendido. Na estrada, dois homens em um carro prata que deveriam levá-los ao encontro do cliente,  atiraram no casal. Socorridos pela Polícia Militar, ambos foram levados para o hospital Nossa Senhora do Desterro, onde Adriana morreu.

A advogada tinha 33 anos, era formada pela Unip de Sorocaba desde 2003 e ocupava o cargo de conselheira da Acrimesp (Associação dos Advogados Criminalistas do Estado de São Paulo). O corpo da advogada foi enterrado na última sexta-feira, no Memorial Parque, em Sorocaba.