PRÊMIO MARIA IMMACULADA SERÁ ENTREGUE NO DIA 9 DE SETEMBRO


02/09/2010

A cerimônia de outorga do Prêmio Maria Immaculada Xavier da Silveira- 2010 da OAB SP será no próximo dia 9 de setembro, às 19 horas, no Salão Prestes Maia da Câmara Municipal de São Paulo (Viaduto Jacareí, 100). A iniciativa é da Comissão da Mulher Advogada e do Departamento de Cultura e Eventos da Seccional Paulista.

 

 O prêmio leva o nome de Maria Immaculada Xavier da Silveira, a primeira advogada inscrita na OAB SP, com o número 615.  Ela era natural de Piracicaba e inscreveu-se na Faculdade de Direito de São Paulo, mais tarde incorporada pela USP, em 29 de janeiro de 1921 e colou grau em 23 de dezembro de 1925. Depois de formada, ocupou a tribuna do júri no Rio de Janeiro, onde organizou, inclusive, uma Semana da Advogada. Além de conferencista, era fluente nas línguas francesa, inglesa e alemã. 

“As 13 mulheres laureadas com o prêmio  este ano honram a participação feminina na esfera jurídica e continuam o pioneirismo de Maria Immaculada, que  há mais 75 anos atrás  precisou transpor uma série de barreiras para fazer uma faculdade de Direito e se tornar advogada “, afirma o presidente da OAB-SP – Luiz Flávio Borges D’Urso,  lembrando que hoje mais de 50% dos inscritos na Ordem paulista são mulheres.

A conselheira Fabiola Marques , presidente da Comissão da Mulher Advogada, lembra que o prêmio foi criado no ano de 2008 e busca homenagear mulheres que atuam como advogadas, juízas, promotoras, delegadas , professoras, escritoras etc. e que estão  realizando um trabalho significativo  e dando sua importante contribuição para a sociedade brasileira. 

Conheça as Premiadas

 

1.Eloisa de Sousa Arruda – diretora da Escola Superior do Ministério Público

2. Flávia Cristina Piovesan – procuradora do Estado e autora de vários livros

3. Silvia Carlos da Silva Pimentel – advogada, coordena pesquisa  do Comitê Latino Americano e do Caribe Para a Defesa dos Direitos da Mulher e membro do Comitê pela Eliminação da Discriminação contra a Mulher da Organização das Nações Unidas (CEDAW/ONU).

4. Rosmary Corrêa – delegada aposentada e presidente do Conselho Estadual da Condição Feminina

5. Elisabeth Massuno – Delegada de Polícia da Divisão de Prevenção e Educação do DENARC

6. Ritsuko Tomioka –advogada

 7. Maria Aparecida Pellegrina – desembargadora do TRT-2 e ex-presidente do Tribunal

8. Maria Thereza Rocha de Assis Moura – ministra do Superior Tribunal de Justiça

 9. Márcia Regina Machado Melaré – secretária-geral  adjunta do Conselho Federal da OAB

 10. Marli Ferreira, desembargadora do TRF-3 e ex-presidente do Tribunal

11. Eunice Aparecida de Jesus Prudente – advogada e ex-Secretária Estadual de Justiça e Cidadania

12. Maria Cristina Zucchi, desembargadora do TJ-SP

13. Tallulah Kobayashi de Andrade Carvalho  - conselheira federal  da OAB e diretora adjunta OAB SP