OAB SP QUER SABER SE SUSPEITO DE VAZAMENTO DA RECEITA É ADVOGADO


02/09/2010

O presidente da OAB SP, Luiz Flávio Borges D’Urso , está cobrando da Receita Federal que identifique o suposto advogado, que integraria um esquema de violação de dados fiscais de pessoas ligadas ao PSDB junto a funcionários da Receita em Mauá, segundo apuração realizada pela corregedoria do próprio órgão e divulgada pela mídia . “ Essa violação de dados fiscais é gravíssima e o país precisa saber efetivamente quem autorizou e quem repassou os segredos fiscais , obtidos ilegalmente, e fez uso político deles ”, garantiu.

 

D´Urso encaminhou ofícios nessa quinta-feira (2/9)  ao secretário da Receita Federal  , Otacílio Cartaxo ,  e ao superintendente Regional da Receita Federal,  José Guilherme Antunes de Vasconcelos,  pedindo a informação e  esclarecendo que  Antônio Atella , citado pelo jornal “Folha de São Paulo” como sendo o   intermediador do pedido de quebra de sigilo do Imposto de Renda de Veronica Serra, filha do candidato José Serra (PSDB), que se diz advogado, não está inscrito nos quadros da OAB SP.

O presidente D’Urso  lamentou o vazamento de informações confidenciais de contribuintes brasileiros e a  prática  de outros ilícitos  dentro das dependências do Fisco, a demonstrar  que a segurança dos arquivos é precária.“ Temos visto que o Fisco tem aumentado a vigilância sobre a vida do contribuinte , mas não tem demonstrado  o mesmo zelo com os dados sigilosos que concentra em seus bancos de dados,  violando direitos constitucionais”, criticou D’Urso.